A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

15/06/2015 07:06

Casa vira espaço de artes com palco no jardim e exposição na varanda

Naiane Mesquita
Roda de conversa sobre Fernando Pessoa reúne os admiradores do poeta (fotos: Fernando Antunes)Roda de conversa sobre Fernando Pessoa reúne os admiradores do poeta (fotos: Fernando Antunes)

Um quintal-teatro, uma varanda-galeria, uma casa-espaço de artes. Ali na avenida Porto Carreiro, nº 502, pertinho da Praça do Peixe, no bairro Vilas Boas, um lugar se transforma frequentemente para abrigar diversas manifestações artísticas, como música, cinema e poesia.

Veja Mais
Em clipe de rock alternativo, casal coloca tudo a perder por mensagem de celular
Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios

A residência que aos sábados vira Casa Fernando Pessoa é aconchegante e reúne quadros de artistas sul-mato-grossenses. A decoração remete a uma fazendinha, toda rústica e colorida, com artesanatos de várias vertentes e etnias. Na varanda, uma exposição de Francisco Vieira, com fotografias em preto e branco encanta os visitantes.

Palco no jardim tem até coxia para apresentações Palco no jardim tem até coxia para apresentações
Silvio Santana é o idealizador do espaçoSilvio Santana é o idealizador do espaço

Foi o jornalista, artista e engenheiro elétrico Silvio Santana de Souza, 61 anos, que pensou em cada detalhe do espaço para agradar os amantes de poesia e arte. "Até o telhado vira cenário aqui", afirma.

Baiano de Vitória da Conquista e formado também em artes cênicas pela UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), Silvio resolveu criar o espaço em 2006, para reunir amigos da faculdade.

A ideia foi crescendo com o tempo e os amigos da família também adotaram a proposta. No sábado (13), foi a primeira vez que Silvio resolveu abrir para o público do Facebook, o que tornou o ambiente ainda mais animado e eclético.
"Eu resolvi assumir este ano a Casa Fernando Pessoa, para que possamos nos tornar uma referência para quem deseja ouvir um pouco de poesia e música. Reforçando que não é restrito a quem só gosta do poeta", explica.

Apesar da afirmação, a maioria dos presentes no sábado foi para ouvir os versos de Fernando Pessoa, já que Silvio organizou uma espécie de comemoração ao aniversário de nascimento do escritor português. "Ao lado Camões, Fernando Pessoa foi um dos principais poetas de Portugal e do mundo", defende.

Casinha é decorada para receber os visitantes de forma aconchegante Casinha é decorada para receber os visitantes de forma aconchegante

Quem acompanha desde o início as reuniões relembra que os eventos mais animados são os saraus. "A casa é muito aconchegante, você se sente em paz aqui. Já estive nos saraus e eles são maravilhosos, animados, um momento de encontro para quem gosta de arte, vive disso ou admira muito", afirma a artista visual, Ligia Rocha, 30 anos.

Para conversar e ouvir os versos muito vinho, bolos de milho e amendoim. Os quitutes são trazidos pelas pessoas que participam da festa, de forma colaborativa.

"Foi uma ideia do Nola Pompeo, que sempre me ajuda nos eventos e saraus que a gente realiza. Fazer algo colaborativo, até para que as pessoas se sintam ainda mais a vontade. Quero que elas tragam algo que ofereceriam para alguém, como um presente, um lanche compartilhado", acredita Silvio.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.