A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

30/07/2016 07:15

Pela cidade, pin-ups modernas exibem em fotos todas as formas de beleza

Naiane Mesquita
Pin-up estampada na tatuagem e nas vestimentas da modelo (Foto: Tatiana Maganha)Pin-up estampada na tatuagem e nas vestimentas da modelo (Foto: Tatiana Maganha)

A inspiração para as fotos vem do estilo pin-up cheesecake, sim, inspirado na sobremesa famosa de queijo. Ao contrário das ilustrações muito sensuais, essas são mais delicadas, assim como a personalidade das mulheres que serviram de modelo para a arte. O nome era como os homens da época as chamavam, uma variação de “broto”, por exemplo.

Veja Mais
Danielle Winits vive Marilyn Monroe em peça que estreia em janeiro na Capital
Fim de semana tem Naiara Azevedo e contação de histórias

Marjorie é a modelo plus size do ensaio (Foto: Tatiana Maganha)Marjorie é a modelo plus size do ensaio (Foto: Tatiana Maganha)

A fotógrafa Tatiana Maganha, 38 anos, juntou todas essas referências ao criar a exposição “Pin-ups, Cheesecake e Café”, que será aberta no dia 2 de agosto, às 19h30, no Fran's Café. “Eu comecei primeiro com amigas, mulheres que eu via que tinha o estilo da década de 40, mais diferentes, com essa pegada retrô. Depois tentei escolher lugares da cidade mais culturais, mais vintages”, explica.

O projeto sempre teve como foco resgatar a feminilidade para todas as mulheres. Por isso, Tatiana convidou uma modelo plus size, além de meninas jovens e uma senhora. “São biotipos diferentes. Queria mostrar que toda mulher é muito bonita e resgatar essa feminilidade. Tem mulheres negras, japonesas, loiras, ruivas, morenas, vários tipos de pin-up”, ri a fotógrafa.

Aos 37 anos, a douradense Marjorie Saldanha foi a representante plus size do ensaio. Ela confessa que ficou nervosa no início por ser a primeira vez, mas logo depois se soltou. “Ela me convidou porque precisava de uma modelo fora do padrão e sabia que eu não tinha vergonha por causa do Teatro Imaginário Maracangalha, onde faço aulas de interpretação. Fiquei nervosa no início, mas depois eu me soltei. Eu adorei o resultado”, confessa.

A meia-calça preta e o vestido são inspiração para o ensaio (Foto: Tatiana Maganha)A meia-calça preta e o vestido são inspiração para o ensaio (Foto: Tatiana Maganha)

No ensaio de Marjorie, um vestido floral levemente levantado e um laço na cabeça completam o visual. “Fizemos o meu ensaio no Hotel Gaspar e na Estação ali perto. Mas, as meninas fizeram também no carro, em barzinho, em barbearia. Tudo ficou bem legal porque foge desse padrão de beleza que estamos acostumados”, frisa.

Tatiana é formada em artes visuais e começou a se interessar por fotografia ainda na faculdade. Depois de alguns meses de aprendizado, o trabalho de conclusão de curso acabou sendo justamente voltado para a área.

“Fiz meu trabalho de curso na escola Maria Constança de Barros Machado com um grupo de estudantes. As fotos eram justamente com o tema pin-up. A minha professora da faculdade acabou participando do curso e também fez parte do ensaio. Ficou bem legal o resultado”, explica.

A fotógrafa ressalta que o estilo pin-up acaba sendo um incentivo para as meninas, que se sentem mais bonitas e sensuais.

“A maioria das meninas é muito tímida. Eu mostrava as poses antes e no começo do ensaio elas ficavam acanhadas. Depois elas iam se soltando e pegavam o jeito de serem mais sensuais. O legal é que esse estilo é sensual, mas não tem nada de vulgar, o decote é muito sutil. Mostra apenas um pedacinho”, indica.

Informações sobre a exposição no evento do Facebook.

Já curtiu a página do Lado B?

Exposição começa no dia 2 de agosto (Foto: Tatiana Maganha)Exposição começa no dia 2 de agosto (Foto: Tatiana Maganha)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.