A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

12/09/2011 16:55

Com aulas em bar e em casa, Campo Grande terá campeonato de forró

Ângela Kempfer e Laís Latta
Aula em bar de Campo Grande, quando vários ritmos são experimentados. (Foto: João Garrigó)Aula em bar de Campo Grande, quando vários ritmos são experimentados. (Foto: João Garrigó)

A agenda está lotada, diz o professor de dança de salão que ensina até em domicílio. Um dos profissionais mais experientes no Estado, Ivan Souza, lembra que hoje mesmo tem aula particular programada e atende, inclusive, alunos de outros estados. “A gente faz muita participação em Congresso e por isso as pessoas vêm a Campo Grande para ter aulas”, explica.

A mostra do sucesso é a inserção de Mato Grosso do Sul entre os sete no País a promover pelo segundo ano consecutivo etapa da Copa Brasil de Forró, o ritmo mais dançado no País. No ano passado, 14 casais participaram e em 2011 as inscrições já estão abertas no site www.asdancas.com.br e custam R$ 60,00 por casal.

A prova será no dia 24 de setembro, no Horto Florestal, com entrada franca. Na abertura, haverá forró acrobático, com dupla de Pernambuco. No concurso, o estilo é livre, para amadores. “É para qualquer um participar, não precisa ser profissional”, justifica Ivan que promove a etapa em Campo Grande junto com Dani Barilli.

No ano passado o estudante de Direito Jaime Henrique venceu a competição com Michele Lima.

Apesar do ritmo forte por aqui ser o sertanejo, o professor Ivan garante que não falta interessado. “Numa festa, é só observar. Quando toca forró, o salão fica lotado. O ritmo é gostoso e fácil”.

A aula custa R$ 100,00 por mês, duas vezes por semana, com a meta de aprender 10 ritmos de dança em 3 meses. Para as aulas particulares, o preço sobe bastante, são R$ 100,00 por hora.

Evento da Associação Sul-Matogrossense de Dança de Salão (Foto: Carlos Cavalcanti)Evento da Associação Sul-Matogrossense de Dança de Salão (Foto: Carlos Cavalcanti)

De tudo um pouco - Para quem quer só o gostinho da dança de salão e experimentar vários ritmos, além do forró, as quintas-feiras a academia Tom Brasil vai até o Bar Miça, na avenida Afonso Pena. Cada semana é um tipo de dança, para alunos e curiosos.

A banda toca salsa, mambo, fox trote, bolero, samba de gafieira, chamamé e o forró, sempre a partir das 21h.

“Da próxima vez vai ser legal trazer mais gente que gosta de dançar, minha mãe, por exemplo”, diz o químico Renato Vilela, que no bar ficou mesmo de olheiro, sem arriscar entrar no salão.

Tom, o professor de dança da companhia conta que o projeto já é realizado há 4 meses. “Dependendo do ritmo as pessoas ficam inibidas no começo, mas no regional (vanerão e chamamé) a pista lota”, conta Tom.

Ele fala que, de um modo geral, pessoas de 12 a 80 anos se interessam pela dança, mas ali, é claro que atinge a faixa etária que pode ir e que freqüenta o bar.

“As aulas aqui servem de base de conhecimento para as pessoas, serve para elas terem noção dos passos que podem ser usados na dança. Aqui a gente atrai cada vez mais pessoas e a intenção é continuar as aulas com prazo indeterminado”.

Alessandra Targino, 36 anos, contadora tinha acabado de sair da aula, mas a vontade era continuar dançando mais. “Dançar é um sonho, é uma delícia. Sou bem descoordenada, mas aqui estou aprendendo um pouquinho”.

Ela conta que ficou sabendo das aulas por uma amiga que já era aluna e resolveu experimentar também. “Em Campo Grande há poucos lugares onde se pode dançar de verdade, pretendo voltar aqui muitas quintas-feiras”.




goastaria que viessem em bonito aqui sim o bixo pega.rsrsrsrsrsrs
 
silvana meira simao em 13/09/2011 07:46:26
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.