A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

09/04/2013 06:46

Divulgação do trailer basta para emocionar quem sabe "Faroeste Caboclo" de cor

Ângela Kempfer
Isis Valverde e Fabrício Boliveira são os protagonistas do longa.Isis Valverde e Fabrício Boliveira são os protagonistas do longa.

É inevitável cantarolar depois de ver o trailer do filme “Faroeste Caboclo”, que desde a noite de ontem roda na internet. Os compartilhamentos começaram assim que a atriz Isis Valverde postou o vídeo no instagram. Ela é a “Maria Lucia” da história, que tem como roteiro a música de Renato Russo.

Veja Mais
Final de semana tem a volta de Anjos da Noite, comédia nacional e animações
Semana tem ação com a volta de Jack Reacher, além de ficção e terror

E assim também começaram a pipocar os comentários emocionados de quem tem várias trilhas sonoras do Legião Urbana. “Fui ao show do Guanandizão quando eu tinha 17 anos, nem sei se o Renato (Russo) cantou Faroeste, mas na hora veio aquela imagem do show em Campo Grande na minha cabeça”, comenta o empresário Luciano Oliveira.

Aos 45 anos, ele diz nunca ter deixado de ouvir Legião. Quando “foi ficando velho”, as músicas da banda passaram a tocar no quarto da filha, conta. “Certeza que vamos ao cinema juntos”, diz.

A primeira sessão de pré-estréia será dia 14 de maio em Brasília, terra do Legião Urbana e onde João de Santo Cristo morreu, em duelo com Jeremias “o maconheiro sem vergonha e bandido traidor”.

Nacionalmente, as exibições começam em 30 de maio e as duas redes que atendem Campo Grande, Cinemark e Cinépolis já confirmaram o filme na programação. Apesar disso não ser garantia que chegará por aqui, é quase certo, pelo apelo comercial da produção.

Antes, no dia 3, estreia "Somos Tão Jovens", outra produção inspirada em Renato Russo, mas que retrata a juventude do músico, desde pouco antes da formação da Legião Urbana, até o primeiro show do grupo no Rio, no Circo Voador.

O cartaz do filme também foi divulgado na segunda-feira.O cartaz do filme também foi divulgado na segunda-feira.

A qualidade é uma expectativa, já a certeza de quem postou algum comentário nas redes sociais sobre Faroeste Caboclo é de emoção. “Ouvi isso praticamente a vida toda”, comentou Renata Santos. “Ai que saudade desse tempo..”, disse também na página do Campo Grande News a internauta Paulinha Souza. “Nooosa...lembro da minha adolescência...”, escreveu Julienne Araujo.

Fiel - O longa-metragem é ambientado no Distrito Federal de 1979, ano que Renato Russo escreveu a música. O roteiro é fiel, tem Fabrício Boliveira na pele de João de Santo Cristo e o ator Felipe Abib faz Jeremias. O único filho do compositor, Giuliano Manfredini, também ganhou um papel, mas ainda não foi divulgado qual.

A Rockonha, festa organizada por Jeremias que “fez todo mundo dançar”, foi filmada em Sobradinho, no mesmo sítio onde ocorreu a original. Também não vai faltar a “Winchester 22”, arma de Santo Cristo, que no filme é banhada a ouro.

A trama ganhou outros personagens. Um senador mau caráter, pai de Maria Lúcia, foi o último papel de Marcos Paulo, falecido este ano. Também há um policial corrupto, vivido por Antonio Calloni.

Foram quase sete anos desde o início do projeto, dirigido por René Sampaio e orçado em R$ 6 milhões. Deveria ser lançado no final de 2011, depois ficou para 2012, mas por falta de dinheiro só no ano passado terminaram as gravações.

Renato Russo escreveu a música quando tinha 19 anos e 8 anos depois ela foi lançada, no LP “Que país é este?”. A canção fala do imigrante nordestino João de Santo Cristo que vai para Brasília sonhando com sua ascensão social, mas que acaba se envolvendo com o tráfico de drogas. Renato, um dos maiores nomes do rock nacional, morreu em 96.




As musicas realmente são excelentes, Renato Russo, Cazuza, Titãs, bandas iguais a daquela época, será difícil ter novamente. Deve ser um filme emocionante, com certeza vou assistir. Afinal fez parte da minhavida essas musicas.
 
jose carlos em 24/04/2013 10:20:23
quase chorei!
todas as músicas eram ótimas, com histórias que dariam, e deram, até filme.
Bons tempos em que as músicas eram frases com poesia, e não eram só palavras sem sentido pra rimar: tche, tchere,tchetcher, ou eu quero tchu tcha, tuchar ... ahhh .... vai ....
 
Lourdes Maria em 09/04/2013 20:47:32
É tão estranho, os bons morrem jovens....Renato Russo.
 
Renata Ovelar em 09/04/2013 12:36:36
Toda vez que vejo, ouço, leio algo sobre a Legião me remeto aos anos 80, o saudosismo é inevitável. Talvez pelo fato de estar na adolescência durante este período, descobrindo o mundo, valores, amigos, entre outras coisas. A Legião Urbana liderada por Renato Russo fez parte de minha geração deixando marcas que JAMAIS serão esquecidas, coisa impressionante e indiscritível, a única maneira de expressar com palavras o sentimento é através do chavão: SO QUEM VIVEU (ouviu e/ou assistiu a um show da Legião) SABE.
Hoje tento passar aos meus filhos o gosto pela boa musica, e a Legião Urbana claro, está entre elas. Minha filha de 4 anos inclusive adora Eduardo e Monica, e pede para eu toque ou coloque a musica para ela repetidas vezes.
Essa é a Legião, que segue firme por gerações.
 
Elson Martins Coelho em 09/04/2013 09:13:58
Muito bom.
 
delma da silva . em 09/04/2013 08:55:50
Demorou... já estou lá.
 
Edinalva Garcia em 09/04/2013 08:23:13
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.