A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

26/09/2016 08:05

A quem você confiaria deixar o seu Facebook como herança depois da morte?

Thailla Torres
Já pensou em um memorial na internet após a morte? (Fotos: Alcides Neto)Já pensou em um memorial na internet após a morte? (Fotos: Alcides Neto)

Falar da morte é assunto que assombra muita gente, mas em tempo de redes sociais, se preocupar com a maneira que você será lembrado virou tema no cotidiano. No Facebook, uma das ferramentas permite a escolha de herdeiro, a quem ficará a responsabilidade de manter ou excluir de vez o seu perfil após a morte. Pensar nisso divide opiniões. De um lado, é a chance de ser lembrado. De outro, uma segurança para apagar recordações que podem causar dor a quem ficou.

Veja Mais
No Tiradentes, brasão do Chapecoense surge na rua como uma homenagem do bairro
Com quadros de amigos e fotos do passado, casa de Isac é pura recordação

Josiane Paganini, de 23 anos, diz que só pensa nas pessoas que ama e o direito de escolher um herdeiro veio para acabar com as neuras. "Minha principal preocupação é o bem de todo mundo que eu conheço. Sempre fico paranoica, pensando que se acontecer algumas coisa comigo, como as pessoas vão ficar sabendo? Fico também pensando que meus amigos no Facebook não vão saber que morri e vão tentar falar comigo", diz.

O professor Marco Aurélio Gondim, de 46 anos, vê o assunto com muito mais naturalidade e o Facebook como um memorial para a nova geração. Levando em consideração que hoje em dia boa parte do que fazemos e registramos está publicado ali, excluir o perfil, também significa apagar a pessoa da memória. 

Ele afirma que ao saber da ferramenta, já pensou em deixar a irmã mais nova como herdeira. "Eu imagino que ela manteria algumas postagens, como uma espécie de retrato emoldurado que mantemos em cima de um móvel. Isso depende muito de como lidamos com a dor da perda. Transformar os perfis de redes sociais em memoriais será uma nova forma de homenagem aqueles que amamos e que estão ausentes", acredita o professor. 

Na aba seguranças do Facebook, você tem a opção de excluir ou deixar um herdeiro. Na aba seguranças do Facebook, você tem a opção de excluir ou deixar um herdeiro.

Ao saber que será escolhida pelo irmão, a advogada Ericka Antunes Gondim Braus, de 43 anos, diz que vai corresponder às vontades dele. "Eu ia tentar manter o perfil dele. Isso não me incomodaria e ia lembrar com muito carinho, porque o Facebook dele é diferente, além de educador, fez muitas coisas boas e é engraçado. Acho que as pessoas iriam gostar de continuar tendo acesso ao perfil", justifica.

No entanto, ela assume que no lugar dele, o desejo seria de ter o próprio perfil excluído. "Se fosse com o meu, não. Tanto que meu marido tem a senha e eu já disse que não quero ninguém deixando recado. Perdi minha mãe faz seis meses e ver fotos dela ainda é difícil, então não gostaria de ninguém vendo o meu", afirma.

Para quem não sabia da ferramenta, pensar no assunto é uma surpresa.  A jornalista Graziela Alberti, de 23 anos, acha que existem formas muito mais convencionais de lembrar ou homenagear uma pessoa após a partida e mesmo em tempos de Facebook, ela também prefere que o perfil seja excluído.

"Eu não deixaria, acho péssimo porque a pessoa morreu e se foi. Acho que é uma coisa mórbida e acredito que a pessoa tem que fazer a passagem dela e pronto. Não acho saudável e acredito que tem várias formas de homenagear e demonstrar carinho, porque na linha do tempo parece um muro de lamentação", descreve.

Como argumento, ela também lembra de alguns casos, quando a ferramenta não existia, em que o perfil permaneceu ativo, mesmo contra a vontade da família. "Tive um prima que faleceu nova. No Face ninguém tinha a senha dela e até hoje é muito sofrido ver o perfil, porque toda vez alguém lembra ou faz postagem, aparece para a família. Avisei o meu melhor amigo logo que lançou a ferramenta, porque a gente nunca sabe quando pode acontecer algumas coisa", reflete Ericka Casal Leite, de 26 anos. 

A função “contato herdeiro”, dá permissão ao internauta de acesso limitado ao perfil de quem já se foi. É possível adicionar amigos e escrever mensagens. No entanto, o herdeiro não tem acesso as demais funções do Facebook. O serviço pode fica disponível nas configurações da rede social na aba “Segurança”. Depois de indicar o responsável pós-morte, também é possível permitir que essa pessoa baixe uma cópia de todos os dados ou exclua o perfil. 

Mas se você não deseja ter um herdeiro, é possível solicitar que a conta seja excluída após o falecimento. Assim, quando alguém informar ao Facebook sobre a morte, ninguém mais poderá ver o perfil novamente.

Curta o Lado B no Facebook.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.