A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

17/01/2013 08:40

Gente que deixa tudo para trás e agora vive em função da Igreja Católica

Elverson Cardozo
Dayse é consagrada. Vive na comunidade desde os 17 anos. (Foto: Elverson Cardozo)Dayse é consagrada. Vive na comunidade desde os 17 anos. (Foto: Elverson Cardozo)

Jeniffer Fonseca da Silva, de 24 anos, é economista formada, mas nunca exerceu a profissão que exigiu dela quatro anos de dedicação e muito estudo dentro de uma faculdade.

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

No ano em que pegou o diploma, a garota resolveu atender a um “chamado vocacional” e, desde então, mora em uma comunidade católica em Campo Grande, junto com outros 10 jovens que decidiram, por vontade própria, seguir o mesmo caminho.

À época, recém-formada, nem o mestrado no Paraná, principal objetivo, a fez desistir do plano. Mas não se tratava de plano. Coisas assim não são planejadas. Surgem de forma inesperada e são inexplicáveis, como os mistérios de Deus, explicou. Quem dera se fosse uma escolha.

A decisão gerou a reação que já era esperada entre familiares e amigos. “Louca” foi uma das palavras mais ouvidas neste período. Mas a explicação nunca deixou de ser dada: “Foi um chamado de Deus. É uma coisa que ninguém entende”, repete ela, incansavelmente.

Jeniffer integra a Comunidade Católica de Vida e Aliança Irmãos de Assis, localizada no bairro Tiradentes, em Campo Grande. No local ela é a responsável pelo trabalho social da Alpa (Associação Lar do Pequeno Assis), entidade filantrópica que atende cerca de 150 crianças em situação de vulnerabilidade social.

Formada em economia, Jeniffer abandonou a profissão para se dedicar à vocação religiosa. (Foto: Elverson Cardozo)Formada em economia, Jeniffer abandonou a profissão para se dedicar à vocação religiosa. (Foto: Elverson Cardozo)
Jovem mora no terreno da Comunidade, junto com outros 10 membros que resolveram seguir o mesmo caminho. (Foto: Elverson Cardozo)Jovem mora no terreno da Comunidade, junto com outros 10 membros que resolveram seguir o mesmo caminho. (Foto: Elverson Cardozo)

A profissão ficou para trás, mas a dedicação aos estudos continua. Pensando na atividade que desenvolve, ela agora está cursando o primeiro ano de assistência social. Não pretende voltar para casa.

Diferente da economista que ainda é postulante – período de formação no qual o membro se prepara para um compromisso definitivo, que é a consagração –, a responsável pela parte pedagógica do projeto desenvolvido na Alpa, Dayse Cristina Carvalho, de 23 anos, é consagrada.

Ela mora na Comunidade desde os 17 anos. Passou pelos quatro estágios: vocacionado (início, o processo de conhecimento), aspirantado (período de discernimento entre comunidade de vida ou aliança, e casamento ou celibato), postulantado e noviciado (aprofundamento na formação em vista da consagração, um compromisso definitivo).

Dayse optou pela Vida. Não imagina sua vida fora da comunidade. A jovem já fez os compromissos de pobreza, obediência e castidade. Vive da “providência”, do que Deus preparar, disse. Tem de obedecer aos preceitos bíblicos e a fé que profere e deve se manter casta até o casamento. “Não é abstinência sexual, mas a gente dever ser fiel ao esposo”, explicou.

A Comunidade de Vida e Aliança Irmãos de Assis faz parte de um movimento da Igreja Católica chamado Novas Comunidades, que é novo no Brasil. Tem cerca de 50 anos.

Leodete  é aspirante na comunidade. Não passou ainda pelo processo de discernimento entre Vida e Aliança. (Foto: Elverson Cardozo)Leodete é aspirante na comunidade. Não passou ainda pelo processo de discernimento entre Vida e Aliança. (Foto: Elverson Cardozo)

Aos 42 anos, a recreadora Leodete Neri ainda não se decidiu se vai ser Vida ou Aliança. Por enquanto ela é aspirante. Vai descobrir qual é o chamado dela dentro de comunidade.

Independente disso, de uma coisa ela tem a certeza. A realidade mudou bastante e para melhor. Divorciada, mãe de três filhos e de uma família de evangélicos, Leodete afirma, sem medo de errar, que encontrou a verdadeira felicidade.

“Tenho uma alegria que não precisa de bebida e adereços falsos para ser feliz. Preciso de Jesus e mais nada”, disse.

A comunidade possui sua própria capela, onde acontecem as celebrações e outras atividades realizadas pela Irmãos de Assis. (Foto: Elverson Cardozo)A comunidade possui sua própria capela, onde acontecem as celebrações e outras atividades realizadas pela Irmãos de Assis. (Foto: Elverson Cardozo)

A título de esclarecimento: As personagens ouvidas nesta reportagem ressaltam que são felizes com as escolhas que fizeram e não foram obrigadas a nada.




O chamado quando é verdadeiro, não importa em que fase da vida nós estamos, o que importa é que o nosso sim seja "sim", como o de Maria, Parabéns!!! pela decisão Jennifer, de um amigo, irmão que também está a caminho.
 
Altamir da Cunha Mendes em 17/01/2013 18:21:35
Fazer o bem pelas pessoas em alta vulnerabilidade é sim um chamado de DEUS, essas pessoas precisam de seres humanos abençoados e que irão em todos os momentos proporcionar a esperança de conviver em um mundo mais justo. Assim acredito cada vez mais na Igreja Católica e nos seus princípios. Felicidades!!!!!!!!
 
Maria Barros em 17/01/2013 17:58:33
Esse ultimo comentário nem seria necessário, mas infelizmente, algumas pessoas acham que viver para Deus ou para a Igreja Católica a pessoa é obrigada ou até mesmo delegada a fazer tal situação ! e não é o que vemos e nem percebemos nos diversos ministérios, comunidades e pastorais existentes pelo Brasil e Mundo afora ! Linda reportagem, recomendo a todos amigos aqui de São Paulo/SP e o Brasil e o Mundo precisa saber mais sobre tudo isso ! e como é bom fazer parte de uma vida comunitária ou vida voltada para os principios da Igreja Católica !
 
Adriano Oliveira em 17/01/2013 14:15:33
Deyse e Jheny, parabéns pela coragem e pela história de vocês, Que Deus as abençoe cada vez mais, fico feliz em conhece-las, saber mais dessa história tão linda! mais uma vez parabenizo pela suas vocações !!!!
 
Luciana Vasconcelos em 17/01/2013 12:18:48
O Chamado de Deus em nossas vidas é algo incrível, para aqueles que acham tudo isso um absurdo vale lembrar que de nosso Deus viemos e por ele temos a graça de estar sobre a face da terra para semear a Paz. Feliz aquele que vive esse projeto de Deus em sua vida parabéns a todos da Comunidade de Vida e Aliança Irmãos de Assis, Deus esteja com todos voces.
 
Hueber Bueno em 17/01/2013 12:04:27
Conheço pessoalmente o trabalho dessas meninas e de todos as demais pessoas que são voluntários nessa comunidade , são realmente tocadas pela Espirito Santo e dedicadas o tempo todo a fazer o bem....
Que Deus continue abençoando e iluminando a vocês todas.
 
Mônica Riquelme em 17/01/2013 10:48:53
Isso é maravilhoso, o mundo precisa de mais pessoas assim, ou que pelo menos que dediquem um pouco de seu tempo para ajudar a quem necessita, vivemos em uma sociedade onde a grande maioria só pensa em ganhar dinheiro e acumular bens e em consequencia disso nao reparam que logo ali há muitas pessoas que possuem muito pouco ou quase nada.
 
claiton barcelos em 17/01/2013 10:01:47
Que história linda.Deus as abençoe nesta caminhada com muita luz e sabedoria para continuar a missão de Jesus.
Excelente escolha.Deus preserve sempre esta vocação ao lado do nosso Deus pai celestial e o amor de Maria nossa mãe.
Estarei rezando por vocês e também pelas vocações.
 
lindalva henrique teles thiago em 17/01/2013 09:57:26
Deixamos tudo? Nossa resposta é a um lindo chamado de servir... e não vivemos em função da Igreja Católica, a Igreja é a mãe que nos acolhe, na Igreja respondemos ao chamado de Jesus.
Mas a matéria ficou muito boa, parabéns a Campo Grande News.
 
Arlene Aparecida Pinheiro PIres Domingues em 17/01/2013 09:47:01
Lugar abençoado por Deus!! Pessoas repletas do amor dEle e que transmitem isso aos que buscam a Comunidade!! A alegria de vocês contagia à todos nós! Alegria que vem do coração de Deus!
 
Jaqueline Alves em 17/01/2013 09:37:26
Parabéns a todas as pessoas dessa comunidade, fizeram uma ótima escolha, pois são instrumentos de Deus, para servirem aos mais necessitados. Fazem um ótimo trabalho la com as crianças. Que o Sr. Jesus Cristo e Nossa Sra. abençoe todos vocês.
 
Miguel Angelo Povh em 17/01/2013 09:22:03
PARABENS, PELA REPORTAGEM... E TAMBEM PARA AS PESSOAS QUE TOMARAM ESSA DECISÃO E OPÇÃO DE VIDA.
 
JOSI FRANCIS em 17/01/2013 09:17:51
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.