A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

01/07/2016 06:30

Quem é Regina, musa de Roberto que há anos espalha outdoors de amor pela cidade?

Paula Maciulevicius
Regina, a musa de Roberto tem 68 anos, dois a mais que ele, é professora e só tem a agradecer. Regina, a musa de Roberto tem 68 anos, dois a mais que ele, é professora e só tem a agradecer.

Desde 2001, quando Roberto e Regina completaram 25 anos de casados, Campo Grande conhece o amor deles. Advogado, o marido espalhou outdoors pela cidade declarando ser um homem apaixonado. A cena se repete pela 4ª vez assim, nas ruas, para todo mundo ver. Mas afinal de contas, quem é a musa Regina, do Roberto do outdoor?

Veja Mais
Astrologia védica mostra o futuro, mas também ensina a aceitar o destino
Como mágica, o amor encontrou o palhaço e romance vive liberdade em belas fotos

Esse ano, ao completarem quatro décadas de casados - bodas de esmeralda - Roberto colocou a foto deles pela primeira vez, com a justificativa de que queria mudar, fazer diferente. "Ele foi devagar e tirou aquela foto do retrato, faz tudo escondido", revela hoje Regina Ruth Costa e Silva. Aos 68 anos, ela é professora, mora no mesmo sobrado há anos, mãe de três filhos e avó de dois.

"Ela não sabia, peguei de noite, tirei do vidro, porque estava dando reflexo", explica Roberto Sá e Silva, dois anos mais novo que ela. Regina cai na risada quando a gente fala que precisava conhecê-la. "Quem é a musa do Roberto, não é? Tô tão famosa", brinca.

Todo ano, uma homenagem diferente lhe arranca sorrisos. Todo ano, uma homenagem diferente lhe arranca sorrisos.
O marido, Roberto, diz que como homem apaixonado, faz de tudo por sua rainha. O marido, Roberto, diz que como homem apaixonado, faz de tudo por sua rainha.

Os dois se conheceram em 1974, numa festa de 15 anos. Ela era convidada de uma colega do curso de Pedagogia da Fucmat e ele, de uma amiga do Direito. A história deixa Regina de sorriso largo e o marido, com lágrimas nos olhos.

"A gente foi e estava tudo muito bonito. Ele estava sentado num canto, era muito tímido, acredita? Naquela época era magro, cabeludo, bonito, não é?", brinca. Na hora de dançar, foi um colega dele que paquerou Regina e a tirou para a pista. O mesmo foi padrinho do casamento dos dois.

Para voltar pra casa, Regina pediu carona e só soube depois que Roberto já tinha combinado com a dona da casa. Ele que levaria a moça por quem se apaixonou naquele dia mesmo. Emprestou um carro, Fusca, de um convidado e a deixou na porta de casa.

No caminho, trocaram informações pessoais que permitissem Roberto de encontrá-la novamente, nos corredores da universidade. "E no intervalo, não é que ele foi lá? Começamos a conversar e começou aquele namorico", conta ela. Nas férias de julho, o namorado pisou na bola. Ao visitar os pais em Corumbá, terminou o relacionamento por carta.

Um dos quatro outdoors espalhados pela cidade. O primeiro deles com a foto dos dois. (Foto: Fernando Antunes) Um dos quatro outdoors espalhados pela cidade. O primeiro deles com a foto dos dois. (Foto: Fernando Antunes)

"Eu pensei: mas que sem vergonha! Quando veio pedir em namoro falou e agora termina por carta? Eu nem respondi. Sou decidida, ariana, minha filha", recorda. Ela sabia que assim que Roberto voltasse à Capital, iria procurá-la. Dito e feito.

"Eu disse a ele que estava namorado já e pra casar. Aí pronto, o negócio mudou... Ele pediu desculpas e eu falei que pra voltar, só se fosse pra valer. Eu não sou boba não". Roberto aceitou as condições e levou tão a sério a ponto de pedi-la em casamento meses depois, na festa de 1 aninho do sobrinho dela.

"Ele tomou umas e outras para criar mais coragem e falou: vou te pedir em casamento. E pediu", narra. O noivado foi em setembro de 1975 e o casamento, no dia 10 de julho de 76. Quatro anos depois, já nasceu o primeiro filho que hoje mora em Brasília, Fábio, seguido de Renata e Fernanda.

"E foi passando o tempo, educamos as crianças, lutamos com muito sacrifício. Eu continuando trabalhando como professora e ele como advogado", relata Regina.

O primeiro outdoor não veio sozinho. Foi uma surpresa feita também no Comper, exatamente no dia em que eles faziam 25 anos de casados: 10 de julho de 2001. "Eu sempre fui pega de surpresa. Nunca soube, ele faz tão bem feita... Todo ano eu falo: o que você já está aprontando?" brinca.

Casados há quarenta anos. Regina se sente como se ainda tivesse namorando com cada surpresa. Casados há quarenta anos. Regina se sente como se ainda tivesse namorando com cada surpresa.

Em supermercado foram duas surpresas: no Comper e no Extra. A primeira delas, ela percebeu que um cinegrafista a filmava, e quando ele disse que iria chamar o gerente, foi na verdade pegar o microfone para declarar o amor. No Extra, teve por cúmplices funcionários que inventaram uma promoção para presentear Regina com uma televisão.

O prêmio era de mentirinha e só uma desculpa para ela ir até lá e ouvi-lo dizer o quanto a ama na frente de todos os clientes. Também teve a vez do Shopping Campo Grande e ainda a invasão de um trio elétrico na 14 de Julho, onde Roberto, familiares e os cúmplices da tarefa, vestiam a camiseta: "Regina eu te amo", em comemoração aos 30 anos de casados.

Paralelo às surpresas, sempre existiram os outdoors. De 25 anos de casados, 30 anos desde que se conheceram, 30 anos de casados e agora, com a chegada dos 40. "Eu quero morrer de vergonha, sou muito vergonhosa e todo mundo fala: para de besteira, é lindo demais, tantas mulheres gostariam de ter um marido assim", repete Regina.

Mas no fundo, no fundo, ela se sente é orgulhosa do homem com quem divide a vida há tantos anos. "Na hora eu fico chocada, é sempre uma emoção como se fosse a primeira vez, como se eu tivesse jovem ainda e ele fosse meu namorado", descreve.

Roberto nunca deixou passar em branco nenhum Dia das Mães ou dos namorados. E por que? "Ela é a minha rainha. Eu sou apaixonado por ela", declara. A cada término de homenagem, ele já começa a pensar na próxima surpresa.

"E eu me sinto hiper amada por ele, pelos meus filhos, netos, pela família maravilhosa que a gente formou. Eu falo para as pessoas que não posso pedir mais nada na vida, só agradecer. Tudo o que eu pedi, consegui, sou rica de saúde, de carinho, de amor, atenção. Nisso eu sou rica", agradece a rainha de Roberto.

Curta o Lado B no Facebook. 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.