A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

15/05/2016 07:10

Sarau Quarteirão une estilo, música e dança em evento gratuito no Centro

Naiane Mesquita
Espaço amplo do Mercado Cênico foi reservado aos expositores (Foto: Marcos Ermínio)Espaço amplo do Mercado Cênico foi reservado aos expositores (Foto: Marcos Ermínio)

No final da tarde de ontem, os estilistas foram os primeiros a se posicionar. Com bolsas, roupas, carteiras e bonés, eles traduziam o estilo de rua em toda a sua totalidade, ao lado de uma programação musical e de dança forte, com os principais coletivos e grupos do gênero em Campo Grande. O evento foi o primeiro Sarau Quarteirão e aconteceu no Mercado Cênico até às 23 horas.

Veja Mais
Com quadros de amigos e fotos do passado, casa de Isac é pura recordação
A pé, Tulia faz percurso de 10 km até biblioteca onde aprendeu a ser feliz

Local também teve exposição fotográfica (Foto: Marcos Ermínio)Local também teve exposição fotográfica (Foto: Marcos Ermínio)

De acordo com uma das organizadoras Livia Lopes, 24 anos, integrante do Dançurbana, o sarau tem participação de outros grupos como o Expressão de Rua, Conexão Urbana e Armazém 67.

“Nós tivemos a ideia de criar um sarau aberto ao público, com comida, bebida, música e dança. A programação é bem extensa, tem vários estandes com estilistas que trouxeram o seu trabalho para expor aqui, que valoriza não só a cultura de rua, mas a cultura de Campo Grande”, afirma Lívia.

De comida, tinha cachorro-quente e a bebida era com ou sem álcool. Na frente do Mercado Cênico, havia um espaço só para os b-boys se apresentarem, além de toda a rua para shows de dança e música. “São 20 pessoas mais ou menos na organização, estamos felizes com o resultado”, ressalta.

Coletivo Viva a Rua expôs peças (Foto: Marcos Ermínio)Coletivo Viva a Rua expôs peças (Foto: Marcos Ermínio)
Venda de cachorro quente e outros quitutesVenda de cachorro quente e outros quitutes

Apesar de já ser comum a venda de roupas em feiras, a estilista Luciana Dualibe experimentou pela primeira vez levar a Ludic para a venda de varejo em um Sarau.

“Estávamos recebendo muitos pedidos para vendas diretas. Nós trouxemos a nova coleção, que é inspirada em poetas. Tem bolsas, carteiras e canecas no mesmo estilo”, indica. Os croppeds, por exemplo, estavam em média R$ 50,00. “O preço é mais em conta do que é vendido em lojas. Também vamos abrir no espaço colaborativo da Brava, aqui em frente a Estação Ferroviária”, frisa.

Do outro extremo das roupas delicadas inspiradas em poetas estava a personalidade forte do Coletivo Viva a Rua. “São cerca de 17 artistas e todos os meninos tem a sua marca própria. Nós temos uma costureira e ela trabalha com essa modelagem mais larga, tanto para meninas quanto para meninos. Valorizamos também o reaproveitamento, a calça que vira bolsa e por ai vai”, explica Lidiane Lima, uma das participantes do coletivo.

Durante a noite ainda ocorreu shows de músicos como Daiana Costa, Jerry Espíndola, Universo Lírico, Guilherme Felipe, Santo Chico, Banda Dibuenas, Peixes Entrópicos.

Local foi decorado para receber dança de rua Local foi "decorado" para receber dança de rua



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.