A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

23/04/2016 07:10

Em cenário paradisíaco, noivos celebram o amor em casamento sem convidados

Naiane Mesquita
Dáfine e André decidiram viajar a sós e casar em San Andrés, na Colômbia (Foto: Arthur Velly) Dáfine e André decidiram viajar a sós e casar em San Andrés, na Colômbia (Foto: Arthur Velly)

O caminho era feito de conchas e flores. O pergolado simples, nem sequer fazia sombra. O vestido branco se movimentava com a brisa da praia. O dia estava maravilhoso, como quase todos de San Andrés, na Colômbia. Para Dáfine e André, a simplicidade da união era parte do plano desde o início, há dez anos, algo que surgiu como uma necessidade do coração e agora se firmava nas águas de um paraíso.

Veja Mais
Estilistas criam coleção especial para quem tem algum tipo de deficiência física
Referência em Medicina, cursinho abre inscrições para bolsas de até 100%

A cerimônia foi realizada na segunda-feira em frente ao hotel onde estavam hospedados (Foto: Arthur Velly)
A cerimônia foi realizada na segunda-feira em frente ao hotel onde estavam hospedados (Foto: Arthur Velly)

Sem plateia ou glamour, o casal levou seus próprios votos. O casamento foi celebrado por um estranho e além do cerimonial e do fotógrafo, não havia mais ninguém. Só os dois. “Trouxemos o vestido e o terno junto da gente, na mão o tempo todo”, ri a noiva, Dáfine Lisboa Cabreira, 28 anos.

Namorados desde 2005 e morando junto há cinco anos, Dáfine e André sentiram a necessidade de oficializar a união.

“Quando decidimos isso estávamos em dúvida se faríamos uma festa por aí, pois para alguns que comentávamos, ouvíamos, vocês já são casados, para que festa, gastar. Realmente a ideia era fazer algo nosso, simbólico, da nossa união. Depois, com o tempo percebemos que queríamos fazer algo com os amigos e familiares, por isso acabamos marcando um jantar com a família quando voltarmos e uma ida ao bar com os amigos depois”, explica.

As fotos mostram a simplicidade do casamento simbólico (Foto: Arthur Velly)As fotos mostram a simplicidade do casamento simbólico (Foto: Arthur Velly)
Os noivos não dispensaram o traje tradicional (Foto: Arthur Velly)Os noivos não dispensaram o traje tradicional (Foto: Arthur Velly)

Pensando no lado prático, o noivo acredita que o casamento silenciou questões pequenas. “O relacionamento tem fases e estamos sempre nos descobrindo e crescendo. Recentemente sentimos a necessidade de fazer isso, algo simbolizando a união, para esclarecer questões até mesmo pequenas, como não saber se me referia a ela como namorada, esposa ou noiva, quando essa titulação era necessária. Como disse, algo pequeno, mas que em algumas vezes era necessário e fica sempre aquele engasgo, ou ouvir piadas machistinhas sobre parabéns, depois me ensina como você conseguiu enrolar sua namorada 10 anos”, confessa André Vilela Pereira, 30 anos.

O melhor, para os dois, é ter uma lembrança do momento bom que estão vivendo. “Acho também que um pouco daquela coisa de ter uma cerimônia mesmo, pra lembrar, calcular aniversários, ter foto pra olhar no futuro com gerações futuras da família, enfim”, diz.

O brinde também não faltou (Foto: Arthur Velly)O brinde também não faltou (Foto: Arthur Velly)

Decididos, os noivos foram em busca de um destino que se encaixasse na ideia de simplicidade e carinho. André é arquiteto, apaixonado por cidades históricas e Dáfine que é revisora, queria um descanso merecido, longe de badalações. “Fomos em busca de um lugar que tivesse o que os dois procurava. Uma amiga sugeriu a Colômbia, fomos pesquisando e vimos que muitos casamentos eram feitos na ilha. A partir daí, tudo foi tomando forma”, acredita.

Dáfine encontrou uma empresa de cerimonial que dispunha de vários planos, a partir de R$ 1,000 mil, sem os serviços de fotografia incluso. “Muita coisa foi resolvida por e-mail e depois acertamos as coisas pessoalmente. Encontrei o Instagram da Saiweddings, que foi quem organizou. As fotos foram feitas por um fotógrafo italiano, que se mudou pra cá há uns 15 anos. Ele eh marido da organizadora da cerimônia”, explica.

No final, o que foge da normalidade é de encantar logo à primeira vista. “Casamos na praia, em frente ao nosso hotel. Chorei”, descreve a noiva. 

O cenário não poderia ser melhor, verdadeiro paraísoO cenário não poderia ser melhor, verdadeiro paraíso



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.