A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

17/02/2012 23:40

Servidores dão o pontapé inicial no Carnaval de Campo Grande

Jeozadaque Garcia
Lançamento do Bloco reuniu centenas de servidores em frente ao Armazém Cultural, em Campo Grande. (Foto: João Garrigó)Lançamento do Bloco reuniu centenas de servidores em frente ao Armazém Cultural, em Campo Grande. (Foto: João Garrigó)

Centenas de pessoas, em sua maioria servidores públicos, deram nesta sexta-feira (17) o pontapé inicial no Carnaval de Campo Grande com o tradicional Bloco do Fubá, na Esplanada Noroeste, em frente ao Armazém Cultural.

Veja Mais
Tem de ter coragem para encarar um "The Voice" no Centro de Campo Grande
Quem conhece diz que só preocupação com filho pode manter BBB longe de “tretas”

O bloco surgiu há cerca de 15 anos “por acaso”, explica o presidente da Fundac (Fundação Municipal de Cultura), Roberto Figueiredo. Os servidores da Fundação, que trabalhariam durante a folia, resolveram cair na farra um dia antes de seu início, começando assim a tradição.

Hoje, a festa reúne não apenas servidores municipais e estaduais, mas também foliões que começam o ‘aquecimento’ para os quatro dias de festas. É o caso de Paulo César Moreira, que trabalha na Santa Casa da Capital, ao lado de onde parte do bloco.

“É a terceira vez que venho, pois sempre vou no bloco da Santa Casa. É ótimo aqui, vim com vários amigos e recomendo”, sugere.

Nara e os filhos caíram na farra; o marido, porém, preferiu ser mais discreto. (Foto: João Garrigó)Nara e os filhos caíram na farra; o marido, porém, preferiu ser mais discreto. (Foto: João Garrigó)

Além de amigos, o bloco atrai também as famílias. A servidora Nara Conte levou os filhos, de 11 e 9 anos, e o marido, Ronei Gomes, um pouco mais contido na hora da festa. “O marido é mais quieto, mas os filhos adoram. É a primeira vez que trago eles no bloco, pois eles sempre brincam carnaval na escola”, conta.

O artesão Marco Antônio Ferreira França é outro que levou a família para a folia. Há quatro anos, é frequentador assíduo do Bloco do Fubá e este ano foi de mala e cuia para a festa: esposa, neta e enteada caíram no samba.

“Sempre venho nesse bloco e vou no Carnaval de Corumbá, que é melhor que o daqui. Não é menosprezando, até porque o Carnaval daqui tem melhorado bastante”, observa.

O grupo que hoje, além dos servidores, reúne amigos e outros foliões, sai do Armazém Cultural animado pelo trio elétrico de “Michelle e Banda”. Depois, segue até a praça do Rádio Clube, onde a animação continua com a o grupo “Acontece”.

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), também compareceu ao lançamento do bloco ao lado de secretários e ainda arriscou alguns passos, mesmo que tímidos.

“O Carnaval de Campo Grande mostra sua força, alegria e, principalmente, sua raça”, falou, após anunciar o adiamento do primeiro dia de desfiles por conta da chuva que danificou carros alegóricos.

Militar chamava a atenção no bloco pelo terno, repleto de notas de R$ 20. (Foto: Jeozadaque Garcia)Militar chamava a atenção no bloco pelo terno, repleto de notas de R$ 20. (Foto: Jeozadaque Garcia)

Protesto - A aparência séria e carrancuda destoa dos demais foliões. “Fantasiado de deputado” e trajando um terno coberto com notas de R$ 20, o militar reformado José Magalhães Filho, de 66 anos, além de curtir o Carnaval, aproveita para pregar a consciência política durante a festa.

“Sou carnavalesco do meu jeito, com minhas limitações. Por onde passo, levo essa mensagem contra a reeleição”, conta.

O militar mora em Campo Grande há 16 anos e garante: está sempre presente no Carnaval. Mesmo em uma época onde a palavra de ordem é festar, ele fala sério. “Acredito que a política não pode virar profissão”, finaliza.




Estive no bloco do fubá e achei muito bonito, a organização 100%, segurança% menos pessoas que burlaram a lei para nao vender bebidas alcoolicas no local, tinha até um carro da saddan vendendo cerveja e outros ambulantes vendendo bebidas alcoolicas inclusive para menores. Onde está a fiscalização?????? porque anunciam um lei de proibição e não fazem fiscalização para que tal ação não aconteça.
 
celso marlei dos santos em 18/02/2012 11:29:09
O melhor foi o protesto do militar aposentado Sr Magalhães, muito original, se tivéssemos mais pessoas como ele, o Brasil seria melhor de viver, teríamos mais orgulho de ser brasileiro, teríamos menos corrupção e mais transparência.
Obrigada Sr Magalhães pela coragem.

 
Silvia de Oliveira Pereira Lins em 18/02/2012 11:07:00
Foi tudo muito bom! contou ainda com a participação do saxofonista JADER LEANDRO E AMIGOS, tocando marchinhas da 13 maio até a praça do radio! esse menino é muito bom mesmo!
 
isabel frança almeida em 18/02/2012 02:49:59
imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.