A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

29/09/2016 13:00

Os fãs dos jogos antigos também têm espaço na Brasil Game Show?

Edson Godoy
Os pinball e fliperamas estão disponíveis na feira para jogar à vontade.Os pinball e fliperamas estão disponíveis na feira para jogar à vontade.

Que o grande foco da Brasil Game Show são os jogos atuais disso não há dúvida. Afinal, é isso que movimenta a indústria de games. Boa parte dos visitantes vai até a feira esperando ver os últimos lançamentos do mercado e também aqueles que ainda chegarão às prateleiras nos meses seguintes à BGS. Mas existe aquele público gamer que é chegado mais aos jogos antigos, os chamados retrogamers. A pergunta que fica é: existe espaço na Brasil Game Show para quem é retro?

Veja Mais
Last Guardian e Mario Maker no 3DS puxam lançamentos de dezembro
Dos três modelos da linha PlayStation 4, qual se encaixa melhor para você?

De pronto já podemos dizer que a feira já nasceu retrogamer, pois a base para o seu início foi exatamente a coleção de consoles de seu criador, Marcelo Tavares. Possuidor de uma grande quantidade de aparelhos, todos os anos eles são expostos na exibição “Evolução do Videogame”, que acontece dentro da Brasil Game Show.

Esse aliás é sempre um ponto de encontro para os retrogamers, que ali podem relembrar seus consoles favoritos. Na feira deste ano, por questões de logística e adaptação ao novo espaço, a exibição teve tamanho reduzido. Mas segundo Marcelo, existem grandes planos para melhorar essa atração para o ano que vem. Confira ao final a entrevista que fizemos com o criador da BGS, onde ele conta isso e algumas “cositas” mais para a gente.

Os fãs de jogos antigos se reuniam no estande da revista Warp Zone.Os fãs de jogos antigos se reuniam no estande da revista Warp Zone.

Outra atração da BGS é a área Arcade, onde diversos fliperamas ficam à disposição do público para jogar à vontade. Outro ponto de encontro obrigatório para os retrogamers.

Geralmente é ali que você encontra aquele youtuber retrogamer famoso enquanto ele tira diversas partidas em modo “versus” nos jogos de luta como os das séries Street Fighter e The King of Fighters, podendo inclusive desafia-lo. Aliás, essa é uma característica interessante dos youtubers retrogamers: geralmente são extremamente acessíveis, se misturando com o público e interagindo bastante com ele.

Não podemos também esquecer da área indie, onde boa parte dos jogos são claramente inspirados nos retrogames, com uma variedade enorme de estilos e influências. Aliás, já dissemos antes que os desenvolvedores indie são hoje aquela “brisa de ar fresco” na indústria dos videogames.

Em tempos em que produzir jogos se tornou algo extremamente caro, os jogos indie saem em grande número e com cada vez mais qualidade. Não à toa as grandes empresas estão com programas de suporte a esses desenvolvedores. Difícil não perceber o importante espaço que eles ocupam no mundo dos videogames.

A exibição Evolução do Videogame, um museu dentro da BGS.A exibição "Evolução do Videogame", um museu dentro da BGS.

E na edição deste ano da Brasil Game Show ainda tivemos uma grata surpresa: o estande da revista WarpZone. Ele foi eleito por todos os retrogamers como o ponto de encontro definitivo desse público na BGS. Para quem não conhece, a Warp Zone é uma revista focada nesse público de fãs dos jogos antigos. A ideia é trazer a essência das grandes revistas de videogame da história brasileira, como Supergame, Gamers, Super Game Power, Gamepower, Ação Games, Videogame e tantas outras. Para isso, eles não poupam esforços. Para vocês terem uma ideia, Matthew Shirts, o famoso “Chefe” da revista Super Game Power, estava no estande deles. Sensacional!

Além da revista, eles ainda produzem uma série de livros, contando a biografia de personagens icônicos como Mario e Sonic, a história de franquias famosas como Mortal Kombat e Street Fighter, além de livros focados nos consoles e seus jogos, com a indicação dos 101 jogos inesquecíveis de cada plataforma. Um trabalho simplesmente fantástico e que ganhou muito destaque durante a feira deste ano.

Bom, já deu para ver que a Brasil Game Show é sim um lugar que atende ao público retrogamer, né? E o melhor de tudo isso são os amigos que reencontramos por lá e também as novas amizades que fazemos. Em tempos de internet e jogos online, quem disse que jogadores de videogames não possuem amizades reais? Sabe de nada, inocente!

E assim encerramos nossa cobertura da Brasil Game Show. Foi um mês de bastante trabalho, que envolveu uma equipe grandiosa com o reforço do pessoal do Video Game Data Base – VGDB, que rendeu a produção de muitas matérias e vídeos.

Confira abaixo o último vídeo que fizemos sobre a feira, falando exatamente sobre as áreas retrô do evento. A coluna de games do Lado B tem o apoio da loja Press Start, localizada no Shopping Bosque dos Ipês, aqui em Campo Grande/MS.Não deixe também de visitar meu site, o Vídeo Game Data Base.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.