A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

30/09/2016 11:06

Apreensões aumentam e PMA antecipa operação pré-piracema

Renata Volpe Haddad
Número de apreensões em período de pesca permitida aumentou nos últimos 3 anos. (Foto: PMA/ Divulgação)Número de apreensões em período de pesca permitida aumentou nos últimos 3 anos. (Foto: PMA/ Divulgação)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) inicia amanhã (1) às 00h a Operação Pré-piracema devido ao número de apreensões crescerem demasiadamente em setembro e outubro, período de pesca aberta. Com isso, a quantidade de turistas e pescadores do Estado se intensifica, exatamente, em razão das facilidades de captura do pescado neste período.

Veja Mais
PMA multa três empresas em R$ 20 mil por transporte ilegal de madeira no Estado
Fiscalização da PMA fecha lava-jato e multa assentado em R$ 1,3 mil

Todos os anos, as fiscalizações são reforçadas nos rios de Mato Grosso do Sul para prevenir e reprimir a pesca predatória, tendo em vista a proximidade do período de piracema e, portanto, quando vários cardumes já se encontram formados.

Esta operação acontecia a partir do dia 25 de outubro, até um dia depois do fechamento da pesca na bacia do Rio Paraguai, dia 6 de novembro, porém, desde 2013, tem sido antecipada para o dia 1 de outubro, em razão dos problemas encontrados nos últimos dois meses de pesca aberta em todos os anos, que são setembro e outubro.

Apreensões – Este mês, 21 pescadores foram presos com 999 kg de pescado ilegal. Em comparação com o mesmo período do ano passado, 42 pescadores foram presos com 513 kg de pescado. Foram apreendidos 2800 metros de redes de pesca (petrechos proibidos) e 6.000 em setembro de 2015. Também foram autuados administrativamente 14 pescadores por falta de licença de pesca, 10 a mais se comparado com setembro do ano passado.

A Operação Pré-piracema envolverá 362 policiais, e vai englobar operação Padroeira do Brasil e a operação Dia de Finados, que são realizadas todos os anos. A pré-piracema se estenderá até o dia 6 de novembro às 8h00, permanecendo um dia depois do fechamento da pesca na Bacia do Rio Paraguai, que ocorrerá em 5 de novembro.

Os trabalhos preventivos serão intensificados durante a “Operação Pré-piracema", com participação das 25 Subunidades da PMA no Estado, que darão maior atenção à questão relativa à pesca.

Durante a operação do ano passado foram 57 autuados por crimes ambientais, sendo 26 por pesca ilegal. Foram aplicadas multas que atingiram R$ 771.780,00.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions