A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

12/09/2012 15:12

Cooperativa inicia trabalhos para desativação do lixão

Gabriel Neris
Secretário Marcos Cristaldo e o prefeito Nelson Trad Filho visitaram catadores ontem (Foto: Divulgação)Secretário Marcos Cristaldo e o prefeito Nelson Trad Filho visitaram catadores ontem (Foto: Divulgação)

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), e o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Marcos Cristaldo, foram nesta terça-feira (11) conferir de perto o início dos trabalhados da Cooperativa de Coleta Seletiva que está em local provisório próximo da Cidade dos Ônibus, na BR-163.

Veja Mais
Guia tenta ampliar reciclagem do lixo em Campo Grande, que poderia ser de 40%
Fumaça produzida pelo lixão cobre dois bairros de Campo Grande

Este é o primeiro passo para a desativação total do lixão e implantação do aterro sanitário e da UPL (Usina de Processamento de Lixo).

Quase 50 pessoas estão trabalhando catando os materiais recicláveis e separando por segmento. De acordo com a prefeitura de Campo Grande, o local já acumula cerca de 30 toneladas de garrafas pet, embalagens de leite, vidros, lâmpadas, entre outros.

“O pessoal veio do lixão e aqui tem qualidade de vida para as famílias com os projetos sociais, saúde e assistência”, comentou Eclair da Silva, técnica da Associação dos Trabalhadores de Materiais Recicláveis dos Aterros de Mato Grosso do Sul.

Ela também revelou que nesta semana ficará pronto o documento oficializando a cooperativa, que vai ratear em partes iguais, quinzenalmente, toda a produção que obtiveram.

Todo o material reciclável é oriundo dos LEV (Locais de Entrega Voluntária) e da coleta seletiva nas residências. De acordo com Daniel Arguello, presidente da Associação, a expectativa é de receber cinco toneladas de lixo reciclável por dia. O lixo passa por triagem, é prensado e passado para as indústrias.




A prefeitura deve criar a lei municipal que autoriza as assistências de equipamentos, a descartar os equipamentos abandonados pelos clientes com mais de 90 dias, em londrina, são Paulo, rio de janeiro já funciona. Ajuda a cooperativa tira do meio ambiente toneladas de sucata eletro-eletrônica e similares, e acorda os esquecidos e irresponsaveis
 
Jeferson Soares em 12/09/2012 07:27:26
Parabéns ao Prefeito, atitude digna! Essas pessoas merecem!!
E que venha a continuidade do seu trabalho no dia 7 de outubro, pq nossa capital não pode, não deve e não vai parar!!
 
Natália Almeida em 12/09/2012 04:25:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions