A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

08/04/2016 10:21

Em preto e branco, fotógrafo registra cotidiano de ribeirinhos do Pantanal

Renata Volpe Haddad e Priscila Peres
Durante projeto voluntário na barra do rio São Lourenço, fotógrafo registrou momentos de um lugar praticamente isolado. (Foto: Bruno Pasello)Durante projeto voluntário na barra do rio São Lourenço, fotógrafo registrou momentos de um lugar praticamente isolado. (Foto: Bruno Pasello)

Voluntário em um projeto social para a construção de casas para comunidades vulneráveis do rio Paraguai, o arquiteto por formação e fotógrafo por paixão Bruno Pasello passou uma semana na região da barra do rio São Lourenço. A experiência resultou em uma galeria de fotos do cotidiano dos moradores ribeirinhos.

Veja Mais
Decoada tem causado mortandade de peixes pequenos no Pantanal
Com profissionais a bordo, navio vai levar atendimento aos ribeirinhos

O desafio de um projeto econômica e ambientalmente viável foi proposto pela Ecoa (Ecologia e Ação) e mergulhou os profissionais em uma experiência de vivência com uma comunidade praticamente isolada da sociedade. O desafio: se integrar ao local e do cotidiano do povo.

Bruno optou por registros em preto e branco do povo das águas, e defende  que a ausência da cor reforça a presença contraditória da luz e da sombra que em determinados momentos se tornam tão complementares.

Crianças brincando dentro do rio São Lourenço. (Foto: Bruno Pasello)Crianças brincando dentro do rio São Lourenço. (Foto: Bruno Pasello)

O fotógrafo registrou o cotidiano dos ribeirinhos, mostrando detalhes simples da vida que levam a imagens incríveis da barra do rio São Lourenço. Segundo ele, os melhores momentos foram quando os moradores passaram a tratá-lo com naturalidade.

"Depois disso, comecei a fotografar sem que eles fizessem pose, e eles nem percebiam que eu estava lá. Muitas vezes ficava dentro das casas quieto em um canto, deixava a vida fluir, se revelar sem medo do resultado. Aí consegui mergulhar no cotidiano que tanto me interessa", conta.

Para o fotógrafo,o registro que mais gosta é este, pois revela uma tarde da vida do povo das águas.  (Foto: Bruno Pasello)Para o fotógrafo,o registro que mais gosta é este, pois revela uma tarde da vida do povo das águas. (Foto: Bruno Pasello)

As fotos foram feitas em 2013, em uma viagem juntamento com a Ecoa (Ecologia e Ação). " Fico feliz de poder mostrar através de minhas fotos um pouco mais esta região do Brasil que é tão linda e isolada e agradeço ao Ecoa pela oportunidade e pela hospitalidade dos ribeirinhos", diz.

Conforme Pasello, uma das fotos que ele mais gosta da viagem que fez, é a dos meninos nadando no rio.

"Aquele momento imortalizado na foto é tão singelo e ao mesmo tempo tão poderoso. Ele revela uma tarde da vida do povo das águas. Dentro do rio, dentro do Pantanal. O homem e a natureza se complementando de forma visceral", relembra.

Entardecer no Pantanal. (Foto: Bruno Pasello)Entardecer no Pantanal. (Foto: Bruno Pasello)

O fotógrafo também é arquiteto formado na UEL (Universidade de Londrina) pela ENSASE (saint-etienne França). Ele morou na França por quatro anos e trabalhou em Paris com fotografia.

"A fotografia é uma paixão na minha vida e eu faço isso já faz alguns anos. Tenho um acervo de centenas de fotos. Produzo séries independentes ha mais de dez anos", informa.

Mais registros da viagem feita ao Pantanal podem ser conferidas nos sites www.brunopasello.com  www.galeriapantanal.com.

Vida simples do povo das águas encantou o fotógrafo que morou quatro anos em Paris. (Foto: Bruno Pasello)Vida simples do povo das águas encantou o fotógrafo que morou quatro anos em Paris. (Foto: Bruno Pasello)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions