A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

16/05/2011 13:58

Polícia apreende 27 quilos de carne de jacaré e 98 quilos de pescado

Viviane Oliveira
Foram apreendidos 27 quilos de carne de jacaré. (Foto: Divulgação)Foram apreendidos 27 quilos de carne de jacaré. (Foto: Divulgação)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) apreendeu uma grande quantidade de pescado, redes de pesca e carne de jacaré nas imediações e dentro do Parque Várzeas do Ivinhema, nos municípios de Batayporã e Taqurussu.

Na sexta-feira (13) os policiais localizaram um acampamento, às margens no canal Acurutuba, que liga o rio Ivinhema e Paraná, dentro do Parque Várzeas do Ivinhema, onde estavam alguns pescadores que fugiram pelas matas ao avistarem os policiais.

Eles abandonaram 58 quilos de pescado, 27 quilos de carne de jacaré, um motor de popa, um aparelho celular e 400 metros de redes de pesca.

No dia seguinte, os policiais retiraram do rio, em um local chamado Lagoa Sumida, 1,1 km de redes de pesca, que estavam armadas. Da rede foram soltos vários peixes vivos e 40 quilos que estavam mortos.

A Polícia já conseguiu identificar um dos homens que estava no acampamento pescando ilegalmente. Eles responderão por crime ambiental se condenados, poderão pegar pena de detenção, de um a três anos. Eles também receberão multa administrativa que pode variar de R$ 7 mil a R$ 100 mil.

Homem é flagrado levando carne de jacaré e pescado para São Paulo
PMA aplicou multa de R$ 3 milNivalci Aparecido Firmino, 40 anos, recebeu multa de R$ 3 mil após ser flagrado pela PRF (Polícia rodoviária Federal) l...
Polícia flagra dois caçadores com carne de jacaré
A PMA (Polícia Militar Ambiental) flagrou dois caçadores com 4,5 quilos de carne de jacaré. O crime ambiental foi constatado durante fiscalização fei...
PMA flagra jornalista e advogado com carne de jacaré
A PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu ontem, em Miranda, um advogado e um jornalista paulistas que transportavam pescado irregular e jacarés abat...



Nossa, e a fazendeira caçadora e predadora das onças em extinção no Pantanal Sra. BEATRIZ ROLDÃO levou só uma multinha de R$ 105.000,00, pois é cidadões, mais uma vez fica a velha retórica, "só vai preso pobre e miserável " ( que estão errados também ), mas não custa nada aplicar a pena por igual né ? e aquele artigo da nossa Lei Máxima, Suprema do País " TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI, INDEPENDENDO DE SITUAÇÃO................." entenderam e tralálá e tralálá, nossa! fico revoltado e angustiado mais uma vez. Avante Brasil .
 
João Ricado em 16/05/2011 08:18:13
Meus parabens a policia ambiental!!!
 
Reinaldo Costa em 16/05/2011 03:39:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions