A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

08/11/2016 12:32

Comissão é favorável à CPI dos Fantasmas, mas com ressalvas

Ricardo Campos Jr. e Leonardo Rocha
Deputados Renato Câmara (PMDB) à esquerda, Maurício Picarelli (PSDB) ao centro e Beto Pereira (PSDB) à direita; integrantes da CCJ (Foto: Vitor Chileno / divulgação)Deputados Renato Câmara (PMDB) à esquerda, Maurício Picarelli (PSDB) ao centro e Beto Pereira (PSDB) à direita; integrantes da CCJ (Foto: Vitor Chileno / divulgação)

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) emitiu parecer favorável à abertura da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a existência de funcionários fantasmas na Assembleia Legislativa. Entretanto, no documento entregue nesta terça-feira (8) ao deputado estadual Junior Mochi (PMDB), presidente da Casa, foram apresentadas algumas ressalvas.

Veja Mais
Relator é a favor da CPI dos Fantasmas, mas decisão de colega adia abertura
Picarelli é escolhido relator do pedido de abertura da CPI dos Fantasmas

O deputado estadual Renato Câmara (PMDB), último a se manifestar sobre o assunto, entendeu que o prazo de 120 dias para a conclusão dos trabalhos, caso sejam abertos conforme pedido de Marquinhos Trad (PSD), é curto para apurar todos os servidores comissionados desde 1986.

Assim, Câmara sugeriu que Mochi divida o prazo de apuração ou reduza o intervalo de tempo. Ele também recomendou que se estabeleça com clareza quem será investigado, já que no decorre desses 30 anos muitos parlamentares diferentes passaram pelo Legislativo.

Os demais membros da CCJ - Maurício Picarelli (PSDB), João Grandão (PT), Beto Pereira (PSDB) e Lídio Lopes (PEN) – já haviam dado parecer favorável à comissão.

Na prática, um pedido de CPI não precisa ser submetido à CCJ, por onde passam todos os projetos de lei antes da apreciação dos deputados no plenário. No entanto, Mochi preferiu se basear no parecer da comissão, até para que a definição seja mais democrática, segundo ele.

A partir de agora, o presidente tem cinco dias úteis para analisar o caso. Ele pode dar sequência à composição do grupo ou devolver o pedido a Trad para que ele defina alvos específicos para a investigação ou um intervalo de tempo menor para envolver menos legislaturas e otimizar os trabalhos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions