A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

27/10/2016 10:07

CPI convoca secretário para dar explicações sobre sumiço de vacinas

Câmara investiga eventual extravio de 32 mil doses contra H1N1

Mayara Bueno e Richelieu de Carlo
Vereador de Campo Grande, Livio Viana (PSDB). (Foto: Assessoria Câmara Municipal/Arquivo)Vereador de Campo Grande, Livio Viana (PSDB). (Foto: Assessoria Câmara Municipal/Arquivo)

O secretário da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Ivandro Fonseca, foi convocado para depor na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga o sumiço de 32 mil doses de vacinas contra a H1N1. Seu depoimento foi marcado para 9 de novembro, na Câmara Municipal de Campo Grande.

Veja Mais
CPI identifica falta de controle sobre vacinas na rede municipal de saúde
CPI da Vacina terá mais 45 dias para apresentação do relatório final

A CPI foi aberta há quatro meses. Semana passada, teve o prazo estendido e deve finalizar o relatório somente no fim do ano.

Segundo o relator da CPI, o vereador Lívio Viana (PSDB), os membros se reuniram na terça-feira (25) e já marcaram a data. A ida do secretário à Câmara era um dos pontos que faltava para a conclusão das investigações, conforme havia informado anteriormente o relator.

Até agora, acrescenta o vereador, a Prefeitura está “deliberadamente” não colaborando com os trabalhos. Ainda de acordo com Lívio, a secretária teria de enviar o relatório da sindicância aberta pelo Município a respeito do suposto sumiço, mas, encaminhou um documento da Funesp (Fundação Municipal de Esporte). “O que é de interesse eles mandam e o que não é eles não mandam”.

Neste mês, após a prorrogação dos trabalhos, o relator disse que encontrou dificuldades para concluir se as doses de fato sumiram ou apontar responsáveis. Isto porque, os documentos apresentados até então apresentam “fragilidades” no controle da Prefeitura.

Com prazo inicial para ser concluída em 120 dias, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), que investiga o sumiço de 32 mil doses de vacina contra a gripe H1N1, está emperrada na análise dos dados enviados pela Prefeitura à Câmara, tanto que o tempo para conclusão do relatório final foi prorrogado por mais 45 dias.

Ivandro Fonseca, secretário de Saúde, deverá comparecer à oitiva em 9 de novembro, às 17 horas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions