A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

12/05/2012 20:56

Durante operação da PRF, homem fura barreira e tenta atropelar policial

Paula Maciulevicius

Ação conta com 20 policiais e ainda o apoio do Detran, para retirar de circulação carros adulterados

Motociclista sendo preso, após furar bloqueio policial. (Foto: Minamar Júnior)Motociclista sendo preso, após furar bloqueio policial. (Foto: Minamar Júnior)

Um motociclista foi preso na noite deste sábado, depois de furar bloqueio policial e jogar a motocicleta que pilotava para cima de um dos policiais. Armando Rodrigues Fagundes, 59 anos, tinha um mandado de prisão aberto, além de um revólver calibre 38, sem porte e pilotava sem Carteira de Habilitação.

O homem furou a barreira da PRF (Polícia Rodoviária Federal), parte da Operação Transformers, que está sendo realizada desde 16h deste sábado, na BR-262, próximo ao Autódromo de Campo Grande.

A ação conta com 20 policiais e ainda o apoio do Detran para retirar de circulação carros adulterados. O local foi escolhido porque neste final de semana acontece a terceira edição do Festival Autogiro, de manobras radicais de carros e motocicletas.

A chuva desta tarde fez estragos na estrutura do evento e interferiu na movimentação. Até as 19h deste sábado, a PRF havia apreendido três veículos por conta de documentação em atraso.

Segundo o assessor da PRF, inspetor José Ramão Mariano Filho o trabalho da Polícia é contribuir com a segurança do trânsito.

“Estamos fazendo um trabalho ao longo da rodovia, verificando a documentação do condutor e as condições do veículo”, explica.

A condutora Kelli Domingos, 26 anos, foi uma das motoristas abordadas pela Polícia. Com a documentação em dia, ia continuar seguindo viagem. “Precisa ter operações assim, principalmente porque hoje tem um evento aqui perto”, comenta.

O assessor militar do Detran, tenente coronel Edmilson Lopes, explica o papel do Departamento de Trânsito na ação. “Estamos em parceria para uma vistoria mais apurada de autenticidade, para averiguar se houve adulteração do veículo e de agregados, como motor e chassi”, diz.

A adulteração de sinal de identificação de veículo, que vai desde alteração na placa, até o chassi, caracteriza crime de trânsito, explica. “Implica em infração gravíssima e além de multa, o recolhimento do veículo”, completa o tenente coronel.

Para um dos organizadores do evento realizado dentro do autódromo, Wesley Paiva, o trabalho da Polícia não está errado. “Apesar de atrapalhar um pouco, porque inibe. A maioria dos motoristas bebem, mas não vendemos bebida aqui dentro, eles que trazem. Mas é bacana a Polícia aqui, não está errado não”, fala.

Segundo Wesley, o evento é para conscientizar motoristas e tirar manobras e rachas das ruas. “Todos os pilotos são profissionais e não são carros de circulação e sim de manobra mesmo”, explica.

Para o evento são esperadas de 8 a 10 mil pessoas até domingo. A operação da PRF também continua neste domingo.




Eu ano entendo como apreender carros com duc atrassado contribui para a segurança no transito quem mata no transito geralmente esta com o doc em dia.................
 
Valdeberto de Paula em 13/05/2012 11:29:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions