A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

07/04/2012 19:08

Em menos de uma semana, acidentes provocam 4 mortes na MS-164

Nyelder Rodrigues
Fluxo de veículos aumentou principalmente após pavimentação no local (Foto: Diego Neto)Fluxo de veículos aumentou principalmente após pavimentação no local (Foto: Diego Neto)

Dois acidentes deixaram quatro vítimas fatais nos assentamentos Itamarati I e II, na rodovia MS 164, somente nesse começo de mês. A última vítima foi Marcione Borges da Fonseca, de 33 anos, que na quarta-feira (4), enquanto atravessava rodovia em uma moto CG-150, colidiu-se com um veículo Fox.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Ele foi levado ao Hospital Regional de Ponta Porã, medicado no local e liberado, com apenas uma fratura na mão. Entretanto, no dia seguinte, sentiu fortes dores no tórax e voltou ao hospital, onde acabou falecendo com hemorragia interna.

No primeiro acidente, acontecido no dia 1º de abril, houve três vítimas fatais. Um motociclista de 59 anos estava com seus dois netos na garupa da moto, quando ao fazer uma conversão na pista, colidiu com uma camionete F-4000.

Outros dois acidentes, sem vítimas fatais também foram registrados na região nos últimos 30 dias. Em um deles, um veículo Corsa colidiu-se com um Vectra, enquanto no outro, o um motociclista bateu na traseira de um caminhão.

Conforme o site Itamarati News, desde que foi pavimentado em 2010, o trecho da MS 164 que passa pelos assentamentos ficou muito movimentado, principalmente nos finais de semana. Muitos motoristas trafegam em alta velocidade pelo local, que mesmo sendo uma área urbana, não possui sinalização.




ja passou da hora de ser sinalizado,sera que vao esperar acontecer mais acidentes ????pra depois colocar????
 
Adriana Santos em 08/04/2012 10:47:14
O grande problema daquela rodovia, além da má conservação, é a utilização de motocicletas sem documentação, falta de habilitação, capacetes de proteção, entre outros. A maioria dos usuarios são assentados do Itamarati que utilizam das motocicletas "paraguaias" que não são regularizadas no Brasil e trafegam de qualquer jeito. Quem utiliza aquele rodovia sabe do que eu estou falando.
 
nelson silva em 08/04/2012 06:35:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions