A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

20/08/2013 11:09

Imprudência faz cruzamento bem sinalizado ter recorde de acidentes

Viviane Oliveira
Farmacêutica aponta para cruzamento, onde ocorreu um acidente grave no fim de semana.  (Foto: Marcos Ermínio) Farmacêutica aponta para cruzamento, onde ocorreu um acidente grave no fim de semana. (Foto: Marcos Ermínio)

Os moradores da avenida Conde de Boa Vista com a rua Souto Maior, no bairro Tijuca, em Campo Grande, pedem com urgência um semáforo no cruzamento. Apesar de o local ser bem sinalizado, com faixas de pedestre, placas, sinalização na horizontal e na vertical, eles dizem que os motoristas não respeitam e o resultado são os acidentes que acontecem constantemente.

Veja Mais
Leitora flagra acidente entre motos em cruzamento perigoso no Tijuca
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber

Basta ficar 30 minutos no local para ver que os moradores estão certos. Os carros que estão na Conde de Boa Vista e querem atravessar a rua Souto Maior colocam o carro, bem dizer, no meio da rua para poder ter visão, pois vários veículos ficam estacionados no meio fio da avenida principal.

Também não é difícil ver os condutores fazendo conversão errada e andando na contramão, principalmente motos. “Como não tem semáforo ou redutor de velocidades, os motoristas fazem o quer, resultando em acidentes graves”, diz a farmacêutica Beatriz Cruz da Luz, 32 anos.

Ela trabalha em uma farmácia que fica no cruzamento e diz que os moradores já se reuniram para pedir um semáforo, porém foram informados que o local não tem fluxo suficiente de veículos para receber o equipamento. “Não tem fluxo de veículos, mas tem de acidentes”, reclama.

Todos que moram no local ou tem comércio são unanimes em dizer que o cruzamento precisa de uma atenção especial da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). Os moradores pedem, também, que seja feita blitz no local, de preferência no fim de semana.

Mesmo bem sinalizada, acidentes são constantes no local. (Foto: Marcos Ermínio)Mesmo bem sinalizada, acidentes são constantes no local. (Foto: Marcos Ermínio)

O motociclista Davi Nascimento Pinheiro, 33 anos, mora há 18 anos no bairro e diz que na correria do dia-dia quase sofreu um acidente no cruzamento, que fica a poucos metros da casa dele. “Aqui é perigoso, sábado passado nós presenciamos uma colisão entre duas motos, um dos motociclistas foi socorrido em estado grave”, afirma.

Para o segurança Edes Guimarães, 50 anos, que mora há pouco mais de um mês na região, o que falta é atenção dos motorista, pois o lugar é bem sinalizado. “Se os condutores respeitassem a sinalização não teria acidente, mas não, cada um quer levar vantagem em cima do outro no trânsito", lamenta.

A Agetran informa por meio do site que as solicitações e reclamação sobre sinalização, equipamento e projetos viários devem ser feito através de requerimento feito a diretora-presidente, Kátia Castilho, que pode ser preenchido no órgão ou através do site: http://www.pmcg.ms.gov.br/agetran/canaisTexto?id_can=1022. Ainda conforme a Agetran o documento será respondido no prazo de 15 dias, se não houver necessidade de estudos e pesquisas complementares.

A solicitação deve ser protocolada junto a divisão de protocolo da Agetran na avenida Gury Marques, nº 2395, no bairro Universitário. Para mais informação o telefone da divisão de sinalização semafórica do órgão é 3314-3411.




esse dias por pouco um motociclista não bateu em mim eu seguia tranquilo com minha moto pela souto maior quando ele surgiu com sua moto honda twister ele roleto nem olho para os lados sorte dele que não tinha nimguem na frente na hora mas por pouco se eu tivesse um pouco mais rapido quem sabe eu éra mais uma vitima desse cruzamento
 
milton lopes tijuca 2 em 20/08/2013 15:35:46
Em alguns cruzamentos de muito movimento, a autoridade tem de adotar procedimentos que façam o transito fluir mais rapidamente.
Para começar deveria ser proibida a conversão a esquerda, mesmo com semáforo, devido a fila que se cria atras do veículo que fica parado no meio da rua querendo fazer tal conversão, isso também acontece na Ceara com a Amazonas e em muitos outros.
Em cidades com o transito melhor e mais moderno este tipo de conversão é proibida, adota-se o laço de quadra, o transito flui melhor.
Também existe muitas ruas que já deveriam ser mão única há muito tempo.
 
Jose Antonio em 20/08/2013 14:06:45
Agora eu quero ver, sempre que tem um acidente onde um veiculo invade a preferencial surgem vários comentários reclamando da sinalização, ai vemos um cruzamento bem sinalizados o que deve ser feito então, colocar uma cancela?
 
Marco Aurélio em 20/08/2013 12:50:55
O problema naquele local são os próprios motoristas, cabe a ciptran tomar medidas legais para punir os responsáveis pelos acidentes. Semáforo? Dúvido muito que irá barrar os irreponsáveis, mas se tivesse a suspenção da CNH ou se o mesmo não tiver CNH ir para cadeia, isso sim iria diminuir e muito os acidentes da capital!
 
Alexandre de Souza em 20/08/2013 12:04:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions