A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

18/05/2011 12:01

Inaugurado há 7 dias, placar ficou apenas dois sem mortes no trânsito

Fabiano Arruda

Placar foi zerado de sexta a segunda; uma morte foi registrada por dia

Placar inaugurado na semana passada foi zerado por quatro dias. (Foto: João Garrigó)Placar inaugurado na semana passada foi zerado por quatro dias. (Foto: João Garrigó)

Após sete dias, o “Placar da Vida”, inaugurado para contabilizar quantos dias Campo Grande fica sem registrar mortes no trânsito, marcou apenas dois dias sem vítimas, que foram quarta e quinta-feira da semana passada.

Na sexta, sábado, domingo e segunda o placar foi zerado por conta das mortes. Hoje o placar entra no segundo dia sem óbitos.

O quadro zera não só quando são registradas mortes nas vias de Campo Grande, mas também caso alguma vítima de acidentes, internada na Santa Casa, venha a óbito.

E foi no hospital que o GGIT (Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito) se reuniu nesta manhã para discutir as ações sobre os primeiros dias do placar.

O comitê, que vai se reunir uma vez por mês, envolve integrantes de diversos órgãos, entre eles, Corpo de Bombeiros, Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito), Santa Casa e Samu.

Por meio do comitê será possível integrar o número de acidentes registrados por cada órgão e ampliar o banco de dados. A partir daí, o grupo pretende mapear e traçar detalhes sobre acidentes de trânsito na Capital.

Filosofia - Segundo o chefe da divisão de fiscalização da Agetran, Éder Cruz, a principal filosofia do grupo é inverter o tratamento dado para assuntos que envolvem o trânsito.

“Devemos mudar a cultura. Ao invés de valorizar o número de mortes vamos contar os dias sem vítimas. Há uma banalização sobre o assunto. Esta mudança é um processo de longo prazo”, comentou, citando a cidade de São José dos Campos (SP) que adotou a medida e é referência no País por ter reduzido em 65% o número de acidentes de trânsito em cinco anos.

Além disso, a implantação do placar é vista como esperança pelas entidades para reduzir a quantidade de vítimas que são internadas na Santa Casa com traumas causados por acidentes de trânsito.

Acidente na Gury Marques está entre as mortes registras no último final de semana na Capital. (Foto: Jonathas Cunha)Acidente na Gury Marques está entre as mortes registras no último final de semana na Capital. (Foto: Jonathas Cunha)

Números - Com quatro mortes registradas da última sexta-feira até segunda, o final de semana passado foi o mais violento na Capital. Segundo o diretor técnico da Santa Casa, Geraldo Faria, hoje são cerca de 70 pacientes internados com o mesmo quadro clínico no hospital. Por conta do volume, ontem e hoje as cirurgias eletivas estão suspensas na unidade.

“O setor cirúrgico chegou a ter 25 pessoas com traumas causados por acidente aguardando cirurgia. Muitas vezes é uma demanda que não conseguimos atender, o que acaba por travar outros setores”, explica.

Faria aponta que os números flutuam e variam a cada dia. Como exemplo cita que os acidentes graves registrados no trânsito ocorrem com maior incidência entre o 5º e 10º dia útil do mês, época de pagamento.

“São muito jovens internados, que geralmente se acidentam com motos e após ter ingerido bebida alcoólica. Creio que o painel deve contribuir com a educação e mudança de comportamento do condutor em Campo Grande”, explica.

Outro dado apontado pelo diretor é que no sábado a Santa Casa realizou 22 cirurgias causadas por traumas, 23 no domingo e na segunda já havia a demanda de outras 25. “A maioria é de trauma simples, mas isso atrapalha outros setores”, comenta Geraldo.

Grupo - Os representantes dos órgãos presentes na reunião desta quarta-feira foram unânimes ao apontar que o maior problema da situação do trânsito ocorre por alta velocidade, ingestão de bebidas alcoólicas na condução dos veículos e jovens como predominância nas estatísticas.

Além do painel, outra ação do grupo foi a pintura, na semana passada, de 55 estrelas em vias que registraram mortes por acidentes e 40 delas já tiveram relatórios elaborados. Segundo informações do GGIT apenas três pontos precisam de melhorias na sinalização.

As ações do GGIT seguem projeto mundial da ONU intitulado “Década de Ação pela Segurança Viária”. Em Campo Grande, após as reuniões mensais, o grupo vai atuar com palestras, cursos e atividades educativas. No mês que vem, as ações devem ser voltadas para a Lei Seca.

55 estrelas foram pintadas em vias que registraram mortes em acidentes.55 estrelas foram pintadas em vias que registraram mortes em acidentes.
Policia encontra latas de cerveja em carro de vítima de acidente
Rapaz foi lançado para fora do veículoPoliciais encontraram várias latas de cerveja no carro conduzido Daniel Alves da Silva, 24 anos, que morreu de...
Motorista é lançado para fora de carro em acidente na Gury Marques
Vítima está sofreu graves ferimentosUm homem ficou gravemente ferido há pouco depois de colidir o veículo que conduzia violentamente contra um poste...



Deveria fazer o mesmo em Dourados,
Colocar um Placar, porque so assim as pessoas iram saber o que estao acontecendo no transito de Dourados, pois as pessoas podiam se conçientizar e obedecer as regras de transito em todo o Estado, aqui em Dourados acontece acidente um atras do outro, por desrespeito ao transito em nossa Cidade
 
Luciano Lima Santana em 23/05/2011 10:02:48
Olha Dona Rosane Freitas, eu li todos os comentários e em nenhum momento vi o Sr. Galdino hostilizar ninguém, somente a política utilizada. Ele sim foi hostilizado com comentários acusatórios, sem fundamentação nenhum. Inclusive a senhora também o acusou.

E realmente, fazer só essa política não ajuda em nada. A primeira coisa a se fazer e dar condições de trafegabilidade pro trânsito fluir normalmente como faixas, semáforos, etc, o que, convenhamos, em muito lugares, tá longe de acontecer.
 
Afonso Neto em 19/05/2011 12:29:09
Quando vi a 1ª estrela, desacelerei na hora,me sensibilizou e pensei em quem perdeu a vida ali onde eu estava passando naquele momento, pensei nos parentes que ficaram e me deu uma grande tristeza saber que poderia ter sido alguem da minha familia, acho valido esta campanha, afinal não é tão caro assim Sr. Galdino umas latinhas de tinta amarela, acredito que muitas pessoas com o minimo de sensibilidade também aprovam a idéia, acho que deveriam divulgar mais, muitos não sabem o significado delas no asfalto.
 
Gina Nunes em 19/05/2011 12:26:43
As estrelas pintadas de amarelo no asfalto em alguns pontos de Campo Grande, está mais para propaganda política, Deveriam colocar outro símbolo.
 
Elias M Moura em 19/05/2011 12:00:56
Senhora Alinny Rebeihn, falou pouco em vosso comentário abaixo, mas disse tudo, iria me arriscar em escrever algumas linhas para talvez não serem publicadas, mas vossas palavras falaram por mim.
Parabéns!!!
 
Gustavo Cesar C. Gonçalves em 19/05/2011 11:22:00
Daqui uns anos em Campo Grande vai ter mais estrelas no asfalto do que estrelas no céu!
 
Rodrigo Oliveira dos Santos em 19/05/2011 09:33:31
Percebe-se pelos próprios comentários aqui feitos que não há educação nessa gente, é difícil reconhecer a opinião alheia e expor a própria..?!

O Sr.Galdino não concorda com as estrelas pois acha desnecessário, acredita q o dinheiro deveria ser usado para outra ação, eu entendo mais partilho do msmo pensamento da Srª.Regina que diz q todas as medidas são válidas, veja o sr. q para muitos aqui esta estrela no asfalto significou algo no trânsito, então acredito q n devemos apenas desmerecer o trabalho da prefeitura e claro continuar 'cobrando' por melhorias...

Mais eu sou jovem porém dirijo TODOS os dias praticamente o dia todo...seja no centro ou no bairro, e vejo q a culpa são dos próprios motoristas a MAIORIA das vezes,eu digo isso pqe as pessoas n sabem dar PREFERÊNCIA quando vc dá uma seta, n sabem trafegar pela mão da direita quando está mais devagar e por ai vai...então iremos continuar exigindo do estado algo que deve partir do próprio condutor!
 
Gabriel Ribeiro de Carvalho em 19/05/2011 09:18:41
Gostaria que tambem incluissem, estas medidas, para nossa querida cidade de Bonito,pois o lugar mais visitado no estado, as ruas estão em péssimas condições de travegabilidade,e ainda mais, ensinar as pessoas, pedrestres,ciclistas,e os veiculos, a terem uma conduta melhor, ou seja educação no transito!!!!!
 
Donizete Ferreira da Rocha em 19/05/2011 09:18:25
Gente, esse Galdino Vilela tirou o dia pra hostilizar os autores dos comentários? Imagina o que esse homem não faz no trânsito, hein?
 
Rosane Freitas em 19/05/2011 08:41:53
O Sr. Galdino e o Sr. Egberto tem suas razões, afinal não são todos que se concientisam e se sensibilizam ao ver as estrelas no asfalto, porém não podemo esquecer também de que falta uma fiscalização em relação aos centros de formação e critérios do Detran nos testes, aquela coisa de fazer equilibrio na pista do Detran para moto não condiz a realidade do transito, por que não se usa o percurso com toda a sinalização existente ali?

E qual critério para admissão dos instrutores, já comentei em outras matérias sobre um instrutor que parou atrás de mim em um semáforo fechado, eu estava na faixa da direita, de bicicleta,e o mau educado formando outro mau educado me mandou sair da frente e ir de bicicleta para a calçada, além de ciclista eu também tenho habilitação e dirijo a muito tempo.

Aprendi na auto escola que existem regras de circulação e que devemos cumprir essas regras, agora como um instrutor na frente do aluno diz, "Sai da rua mané, vai pra calçada."
Que exemplo esse "instrutor" da pro seu aluno?
Será que um pouco mais de educação faz mal ao campograndense?
E vamos apenas criticar estrelinhas no asfalto e a falta de sinalização, até quando?
 
Oswaldo Benites em 19/05/2011 08:39:47
Sr. Galdino,

Não discuto com quem opta por nem entender um discurso tão objetivo e claro como o meu, com quem distorce minhas palavras ou com pessoas que não sabem não ter razão.
 
Egberto Melo em 19/05/2011 08:39:05
O embate apresentado aqui pelos leitores, aqueles que são contra e os que são a favor desta ação, demonstra o real motivo da situação de caos que se encontra o trânsito em CG. Temos no trânsito, assim como para outras relações com o outro, uma cultura extremamente agressiva e competitiva.
Tenho carro mas utilizo motocicleta no dia-a-dia e testemunho o quanto alguns motoristas ficam irritados, ou até mesmo revoltados, quando uma motocilcleta o ultrapassa pelo corredor quando o mesmo está parado no semáforo, por mais que isto não cause nenhum prejuízo a sua condução. Como motorista, percebo a atitude egoista de alguns que aceleram o veículo ao perceber que a sua frente outro sinaliza para mudar de faixa quando o correto seria o contrário, diminuir a velocidade dando preferência a quem faz a manobra. Isto sem falar na postura esportiva, pra não dizer irresponsável que os "filhos da sociedade campograndensse" tomam ao volante. É claro tudo regado a muito alcool.
Realmente a sinalização é horrível, praticamente inexistente. Mas não há nenhum dado e não me parece que seja a principal causa dos acidentes ocorridos.
Acho que as estrelas não resolverão o problema, mas também não atrapalharão. Se trouxerem conciência a pelo menos um cidadão, se pelo menos uma vida for salva, já valeu a pena.
 
Hamilton Moraes em 19/05/2011 08:36:46
Viva a Copa Campo grande vai ficar bem enfeitado !!!
 
juliano carvalho em 19/05/2011 07:32:56
Concordo com as estrelas sim .... pois assim alguns que tem consciência irão, talvez, pensar antes de cometer alguma infração no local onde se encontram as estrelas. Tá certo que não irá mudar a cabeça de ninguém, de ninguém sem responsabilidade e falta de EDUCAÇÃO no trânsito, pois o trânsito de Campo Grande/MS é o mais violento e onde se tem os PIORES motoristas.
Quem dirige em Campo Grande/MS sem qualquer imprudência, DIRIGE EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO..
Tá certo!!! continuem com as estrelas. Se causa polêmica é pq está funcionando, se fossem tão insignificantes e não tivessem qualquer efeito sob a população, não ocasionaria tantas opiniões contra.
 
Lucia Carvalho em 19/05/2011 07:17:06
Estrela .... não conscientiza .. e discordo do Sr. Jefferson, não creio que traz tristeza, mas sim alegria.
Infelizmente para sensibilizar é preciso chocar ou fazer doer o bolso.
Ao invés de estrela seria melhor o desenho de um corpo, simulando uma pericia de acidentes.
Se isto não conscientizar, não há mais nada a fazer.
 
Ricardo Lopes em 19/05/2011 07:09:43
Essa "política" de pintar estrelas no asfalto é totalmente desnecessária. O poder público tem que se preocupar com sinalização.

Veja só essa foto acima onde mostra a estrela, onde estão as faixas???

Mais uma vez o dinheiro DO POVO sendo usado de forma ERRADA.

PAGAMOS NOSSOS IMPOSTOS pra termos sinalização adequada, semáforos em funcionamento, guardas ORIENTANDO o trânsito, asfalto SEM BURACO.

Mas o que vemos (ou não vemos) é o nosso dinheiro sendo usado para pintar "estrelinhas" no chão. Daqui a pouco Campo Grande terá mais estrelas que o céu.

Senhores políticos, os senhores tem a RESPONSABILIDADE, o DEVER ÉTICO de usar o dinheiro do POVO com sabedoria, com Leis que vão trazer benefícios pra população.

Uma estrelinha a mais ou a menos no asfalto não vai mudar a cabeça de ninguém!!!!!
 
Galdino Vilela em 18/05/2011 12:32:15
LOGO LOGO AS RUAS DE CAMPO GRANDE VAI FICAR PARECENDO UM CEU DE TANTAS ESTRELASS
 
Ruy Barbosa em 18/05/2011 10:41:17
Concordo com a atitude do poder publico em "pintar estrelas" como forma de concientização. É certo que apenas isso não basta, existem muitas outras atitudes urgentes a serem tomadas, mas a simples lembrança de que um local onde passamos todos os dias foi palco de uma tragédia que poderia ter acontecido com um de nós já é valida. Educação é algo que falta a muitas pessoas em nossa cidade.
E quem acha que está sendo desperdiçado dinheiro com as tais estrelas, saiba que o custo de atendimento as vitimas de acidentes é muito mais alto.
 
Fábio Silveira em 18/05/2011 10:14:14
Ótimo, os comentario acima mostram que alem de valer a pena estamos discutindo a ação, com ou sem estrelas, sem duvida o prestigio do projeto ja esta sendo alcançado, que nada mais é que a discussão sobre. Vivemos em uma sociedade que banaliza o crime, achamos tão comum que ja nem perdemos tempo lendo noticias de mais uma morte no transito, mas da uma olhada no tamanho da repercussão de uma "simples" estrela pintada no chao.
Parabensssss!!!!!!!!!!!!!!!
Vamos lá, se nao resolver, tratamento de choque nos caras!!!
 
Mara Oliveira em 18/05/2011 10:00:24
EU AINDA VOU VER "ESTRELINHAS DESBOTADAS QUASE APAGADAS E ESQUECIDAS" NO ASFALTO.......ESTRELINHAS NÃO DIMINUI ACIDENTES........AGÊNCIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO ESTÁ DE BRINCADEIRA........

 
GILMAR CANDIDO em 18/05/2011 09:38:52
Boa Noite!

Discordo plenamente, estamos trafegando em ruas esburacadas, remendadas, faixas e linhas apagadas, sinais e placas escondidos atrás de árvores, sem policiamento, avenidas interditadas com apenas uma faixa liberada (Ernesto Geisel com Manoel da C Lima), e a preocupação é pintar ou desenhar estrelas no meio das avenidas?
 
Adeir Barros em 18/05/2011 09:33:56
Deu prá reparar na foto a qual consta a estrela, os condutores do Palio e do Fusion estão fazendo uma conversão proibida podendo causar mais um acidente com quem está descendo a rua Dr. Paulo C. Machado???? Cansei de descer essa via e ter meu carro quase atingido por esses preguiçosos irresponsáveis que não querem fazer retorno... pode-se reparar que não estão nem aí prá estrelinha...
 
Lívia Marianna Correa em 18/05/2011 08:34:39
Como tem gente sem a minima de sensibilidade, as estrelas postas no asfalto é uma campanha educativa, para fazer com que os condutores de veículos tenha mais responsabilidade no trânsito, sabemos o que mais morre no trãnsito é os motoqueiro e não motociclistas, pois, vemos que no dia dia que alguns desses individuos pilotando suas motos sem os minimos cuidados, e o resultado é esse morre igual barata maioria contribuindo para a estatística da violência no trânsito. achei muito inteligente essa idéia, valeu.
 
joao guilherme em 18/05/2011 07:35:15
Srs percebem na foto, como esta o osfalto. A estrela nao esta brilhando. Va..va..va..
 
Luciano Rosa em 18/05/2011 07:01:06
Não concordo com essas "estrelas amarelas" no chão,isso passa uma visão muito triste e não de conscientização.

PORQUE NÃO SE PREOCUPAM COM RUAS MAIS SINALIZADAS E ASFALTO SEM BURACOS AO INVÉS DE GASTAR O DINHEIRO COM TINTA.(AMARELA)

"CAMPO GRANDE-MS. A PRIMEIRA CAPITAL COM O ASFALTA TODO AMARELO"

È ISSO QUE QUEREMOS PARA NOSSO ESTADO???
 
Jeferson Aniceto em 18/05/2011 06:41:05
Concordo com o senhor Galdino, usar dinheiro público para fazer política é um desrespeito com o contribuinte, sendo que o mais efetivo seria utilizar essa verba em campanhas de conscientização e educação no trânsito.

Como psicóloga sei que nem as multas, nem as estrelinhas garantirão um trânsito seguro, pois punição só tem efeito na presença do punidor e as estrelinhas são esquecidas após alguns minutos e daqui a alguns dias serão banalizadas (assim como as inúmeras notícias que lemos nos jornais e que não causam mais nenhum efeito).

A melhor forma de melhorar o trânsito de nossa cidade é investir na formação de condutores civilizados que respeitam a sinalização porque é um dever e não porque acarretará em multa ou ainda porque se sentirem "sensibilizados".

Como ele disse logo abaixo, os idealizadores deixaram claro que sequer homenageiam alguém específico. Acabam tratando as pessoas como estatísticas da mesma forma e isso jamais me sensibilizará.

As estrelas não tem nome. Não tem rosto. São apenas instrumentos políticos utilizados para desviar o foco do real motivo dos acidentes no trânsito da capital.
 
Alinny Rehbein em 18/05/2011 05:59:32
Do jeito que está os motorista hoje em dia,vamos ter asfalto de C G amarelo,cheio de estrelas,pois nos mesmo que podemos mudar isso não acham.
 
Bruno Alexandrino em 18/05/2011 05:43:15
se houvessem mais fiscalizações surpreza do mesmo modo que é feito no rio de janeiro, isso iria diminuir...aqui quando é 18hs a policia sai do transito..... um absurdo....
 
jose carlos em 18/05/2011 05:39:42
Poderiam divulgar melhor o motivo pelo qual as estrelas amarelas estão aparecendo pintadas no asfalto de Campo Grande.... agora que descobri a sua razão, concordo com a Srª. Márcia Medeiros, que comentou que: Sempre ao passar por uma estrela amarela pintada na via pública, nos lembraremos de ser pais Prudentes, Corteses, e o alvo principal, ser Mais Responsáveis no Trânsito. " Desacelerar" para evitar a indústria da multa. Se todos conduzirem dentro da regulamentação, não haverá multas, não havera acidentes, principalmente, chegará ao índece zero os Acidentes Fatais. Sendo assim, peço mais uma vez... "Divulguem mais essa idéia" Na Rede, TV, Rádio, e todos os canais possíveis.
Abraços
Wilson Braga
 
WILSON BRAGA em 18/05/2011 05:15:39
Bom Dona Marcia, quem é humano e responsável, não precisa de uma estrelinha no chão pra lembrar de dirigir com cautela e segurança no trânsito. Mas se para a senhora foi válido, que bom.
 
Galdino Vilela em 18/05/2011 05:12:02
Nooossa!!! Então estamos sujeitos a ter asfaltos na cor amarela de hoje em diante...
 
Regina Barbosa em 18/05/2011 04:48:35
seu Galdino voçe se engana pensando assim ,pois todas as vezes que passo por uma estrelinha daquela reflito o quanto temos que ser mais humanos e responsaveis no transito e sem que percebo acabo dirigindo com mais responsabilidade do que costumo ter
 
marcia medeiros em 18/05/2011 04:42:42
Sr. Egberto, se você se sentiu ofedido com meu comentário, quero que saiba que não foi o meu objetivo. Mas sim atingir aqueles que ao invés de usar nosso dinheiro com sinalização, que é a única coisa que pode garantir que novas estrelinhas NÃO SEJAM pintadas, usam para outros fins.

Se o senhor se satisfaz com uma estrelinha pintada no asfalto e se o senhor, no seu mundo de ilusão, acha que irá sensibilizar os verdadeiros culpados pelas mortes no trânsito, e que eles vão parar de correr, de infringir a Lei e de matar mais pessoas, ótimo, continue pensando assim e que Deus proteja o senhor e a sua família quando sairem de casa no trânsito de Campo Grande.

Porque de acordo com os idealizadores da estrelinha, ela não homenageia ninguém, e sim sinaliza que ali morreu alguém.

Se no mundo real onde EU vivo, só duas cidades no país respeitam os pedestres e a maioria sequer obedece as leis de trânsito onde existe a sinalização, quem dirá num local onde só tem uma estrelinha pintada no asfalto.

Jamais confunda BOM SENSO com IRRESPONSABILIDADE. Só porque eu não concordo com o absurdo de gastar o dinheiro público com estrelinhas para ludibriar pessoas ingênuas, dando a impressão de que algo que está sendo feito, mas que na verdade não está, não significa que eu faça parte dos causadores de acidentes como o senhor me acusou.

A minha opinião é essa e não discrimino quem não compartilha dela.

Quem quiser continuar acreditando que a estrelinha vai sensibilizar a todos os motoristas, ótimo. Eu continuo achando que não vai atingir quem realmente precisa e que é uma grande perda de tempo e dinheiro público que poderia ser aplicado em ações mais efetivas.
 
Galdino Vilela em 18/05/2011 04:42:00
Fico triste ao ver essas estrelas no asfalto, mas digo uma coisa:
Meu Deus do céu se algo não for feito, daqui uns dias nossas ruas se transformará em uma constelação!!!!!!!
 
anderson silva em 18/05/2011 04:40:39
So lamento é que niguem ainda falou das ma condições dos nossos asfalto,mas um coisa está bem clara os remendos do asfalto faz com que os motoristas dirija com mais atenção, o exemplo é so dar uma pasadinha pela Av. Guaicurus, do terminal sentido Itamaraca neste trecho não percebi nenhuma extrela, ao não ser que esta dentro de algum buraco.
 
Valmir José Daniel Silva em 18/05/2011 04:28:42
Eu sinto uma coisa muito ruim quando passo pelas estrelas... É como se uma estrela tivesse se apagado no céu a cada vez que morre alguém por consequência de acidentes de trânsito. Não sei a vocês, mas esta campanha está fazendo muito efeito sobre mim, penso logo que uma daquelas estrelas poderia ser minha filha... E quer queira ou não, passei a policiar ainda mais meus atos como motorista.
 
Ilzene Carvalho em 18/05/2011 03:52:47
A campanha do placar está excelente, hoje mesmo teve comentário no trabalho sobre a placa ter zerado de novo. A conclusão a que chegamos é que não adianta placa, multa, semáforo, amarelinho, o que seja: os motoristas daqui tem o rei na barriga e se sentem superiores.
 
Mylena Maia em 18/05/2011 03:49:07
Não tenho a MENOR dúvida de que TODOS os comentários que criticam as estrelas vem de motoristas IRRESPONSÁVEIS, assistencialistas e que se acham cheios de direitos, isso se não forem os responsáveis pelas estrelas!!! Cada vez que passo por um, eu reflito que ali poderia ter morrido meu pai, minha mulher, meu filho, até mesmo eu... O problema desta cidade é que pessoas como as que são CONTRA as estrelas não têm SENSIBILIDADE para compreender uma campanha que dentro de sua sutileza consegue ser imensamente agressiva e provocar reflexão. Logo, se não refletem com as enormes estrelas, vão continuar arruaceiros, irresponsáveis, maus condutores e assassinos. A campanha está excelente. Continuem assim e que CADA UMA CUMPRA SEU DEVER DE CIDADÃO!
 
Egberto Melo em 18/05/2011 03:47:42
O seu ignorante, pelos menos essas pessoas estão tentando fazer que alguns condutores tomem conciência do mal que são para a sociedade, a vossa senhora pelo visto deve ser um desses que dirige falando ao celular, atravessa sinal e outras barbaridades. Em vez de criticar faça a sua parte.
 
joao guilherme em 18/05/2011 03:43:27
E não tem nem vergonha em pintar as estrelas em cima dos remendos do asfalto da Avenida....hipocrisia...
 
Bruno Nodes em 18/05/2011 03:23:49
Penso que todas as formas de conscientização são válidas sim! Concordo que o Poder Público deve se preocupar com a Educação para o trânsito, com a sinalização entre tantas outras coisas, mas penso que não é necessário paralisar uma ação para iniciar a outra. Eu enquanto motorista cada vez que vejo uma estrêla dessa no chão, reflito sim sobre tudo que envolve o trânsito naquele lugar. As vezes podemos criticar a falta de determinadas ações sem contanto desmerecer as ações que estão sendo praticadas.
 
Regina Valiente de Paula em 18/05/2011 03:11:03
A gestão do trânsito em Campo Grande é totalmente equivocada, a começar por colocar políticos para gerir as ações que deveriam fazer o trânsito melhor!
 
Áureo Torres em 18/05/2011 02:47:02
O medo é o condutor comfundir essas estrelinhas com alguma sinalização horizontal e causar mais acidentes
 
Gustavo Cesar em 18/05/2011 01:55:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions