A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

05/07/2012 17:29

Motociclista fica gravemente ferido após ser atingido por carro na Vila Sobrinho

Francisco Júnior
Motociclista foi prensado entre os dois veículos. (Foto: Simão Nogueira)Motociclista foi prensado entre os dois veículos. (Foto: Simão Nogueira)
Moradora pede urgência na instalação de um semáforo no cruzamento. (Foto: Simão Nogueira)Moradora pede urgência na instalação de um semáforo no cruzamento. (Foto: Simão Nogueira)

Um motociclista de 34 anos ficou gravemente ferido após ser atingido por um carro de passeio na tarde desta quinta-feira (5), em um cruzamento da Vila Sobrinho, em Campo Grande.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

O acidente aconteceu por volta das 16h20, no cruzamento das ruas Ricardo Franco com a Tietê. Marcos Ferreira Barbosa, 34 anos, foi prensado entre dois carros: um Monza e um Siena, utilizado como taxi.

O condutor do Monza, Wezer Se Se Gregório, 24 anos, relatou a Polícia, que seguia pela Tiete quando no cruzamento acabou atingindo o motociclista. Em seguida, colidiu de frente com Siena, que estava parado no cruzamento.

Marcos sofreu uma fratura na perna esquerda e teve que ser levado para a Santa Casa. O condutor do Monza não se machucou.

Moradores da região contam que acidentes no cruzamento se tornaram comuns no local, principalmente depois que trechos da avenida Júlio de Castilhos foram interditados para execução de obras. A rua Tiete e a Ricardo Franco se tornaram rotas alternativas para os motoristas tanto para quem vai para o centro quanto para o bairro.

Para a auxiliar de escritório Elizabete Ribeiro, 48 anos, é de extrema urgência a instalação de um semáforo no cruzamento. “Não tem sinalização, não tem nada. Isso é um absurdo. Quando começar a morrer um monte de gente aqui eles vão tomar providências”, reclamou.

De acordo com ela, o fluxo de veículo aumentou tanto que nos horários de pico é quase impossível atravessar de um lado para outro do cruzamento.

A moradora quer que a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) tome uma medida o mais rápido possível para resolver o problema.

Aposentada Erotilde Velasques, 60 nos, divide a mesma opinião. Disse que quase foi atropelada por esses dias no cruzamento. “Você acaba se arriscando ao atravessar a rua. É ume questão de vida”.




Na rua de casa uma abaixo da Ricardo Franco, rua Luiz de Albuquerque com a Tiête a situação é a mesma.
 
Rogerio Ancelmo em 06/07/2012 07:53:33
Que semáforo o que!! Chega de semáforo!! Só sinalizar melhor a rua que já fica bom... Qual o objetivo de colocar um semáforo numa rua de bairro dessas? É só pra empatar o trânsito.
 
Keila Lima em 06/07/2012 05:47:00
Sem contar que quem passa pela Rua Tietê para desviar da Julho de Castilho, até chegar na AeroClube, encontra diversos buracos. A coisa ta feia mesmo nessa rua.
 
Antonio de Souza Cruz em 06/07/2012 05:20:14
Moro na Vila Sobrinho a mais de 30 anos. Esse cruzamento é super perigoso. Já tiveram muitos acidentes aí, acho que deveriam colocar um semafóro.
 
Carmen Lucia Ribeiro em 05/07/2012 06:27:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions