A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/11/2014 08:42

Motorista há 10 anos, acusado de matar jovem não se acidentava há 9

Renan Nucci
Delegado João Reis Belo diz que condutor vai responder por homicídio culposo. (Foto: Renan Nucci)Delegado João Reis Belo diz que condutor vai responder por homicídio culposo. (Foto: Renan Nucci)
Lateral direita de caminhão foi atingida por motociclista e ficou danificada. (Foto: Marcelo Calazans)Lateral direita de caminhão foi atingida por motociclista e ficou danificada. (Foto: Marcelo Calazans)

O condutor do caminhão envolvido no acidente que resultou na morte do motociclista Lucas Rafael de Souza, 21 anos, no final a manhã da ontem (20), trabalha como motorista há dez anos e há nove não se envolvia em alguma ocorrência de trânsito do tipo. Segundo o delegado João Reis Belo, da 5ª Delegacia de Polícia, Gerson Sanches do Amaral, 30 anos, vai responder por homicídio culposo na condução de veículo automotor.

Veja Mais
Jovem morto em acidente estudava engenharia, mas queria ser médico
Motociclista fica gravemente ferido após acidente envolvendo três veículos

A colisão ocorreu no cruzamento da Rua do Hipódromo com a Avenida Gabriel Spipe Calarge, na entrada do Jardim das Nações. Conforme registro policial, Gerson declarou às autoridades em que havia acabado de abastecer o caminhão em um posto da região, e seguia pela Rua do Hipódromo, rumo à sede da empresa transportadora em que trabalha há cerca de um mês.

Ao chegar na Avenida Gabriel Spipe Calarge, parou, olhou para os dois, engatou a primeira e começou a desenvolver o com o caminhão. Quando engatou a segunda marcha, sentiu uma colisão do lado direito do veículo. Ao descer, viu a vítima caída ao solo e a moto do outro lado. Gerson permaneceu no local até a chegada da polícia de trânsito e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que constataram o óbito de Rafael.

De acordo com o delegado, laudos periciais vão apontar a circunstâncias do acidente. “A perícia vai determinar se houve invasão da via preferencial ou excesso de velocidade, por exemplo” , disse Reis, afirmando que o motociclista não possuía carteira de habilitação – no boletim de ocorrência consta que informações sobre o documento estão na fase de apuração. No entanto, este fato não vai isentar o motorista do caminhão de uma “possível culpa”, afirma o delegado.

Legislação – O artigo 301 o Código de Trânsito Brasileiro (Lei Lei 9503/97), prevê “ao condutor de veículo que, nos casos de acidentes de trânsito de que resulte vítima, não se imporá a prisão em flagrante, nem se exigirá fiança, se prestar pronto e integral socorro àquela”.

Por sua vez, o artigo 302, que diz que apena para quem “praticar homicídio culposo na direção de veículo automotor” pode varia de dois a quatro anos, com possibilidade de suspensão ou proibição do direito de dirigir.

Caminhão atropelou e matou jovem em cruzamento bem sinalizado (Foto: Marcelo Calazans)Caminhão atropelou e matou jovem em cruzamento bem sinalizado (Foto: Marcelo Calazans)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions