A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

25/04/2013 14:43

Negada liminar a jovem envolvido em racha com morte

Nadyenka Castro
Poste onde Polo bateu caiu sobre fachada de comércio. (Foto: Marcos Ermínio)Poste onde Polo bateu caiu sobre fachada de comércio. (Foto: Marcos Ermínio)

Preso desde o dia 31 de março por fazer racha que terminou em acidente e morte, em Campo Grande, o universitário Ryan Douglas Wehner Vieira teve mais uma vez a liberdade negada.

Veja Mais
Câmara aprova punição maior para “racha” e ultrapassagem proibida
Velocidade de carros envolvidos em racha com morte foi de até 120km/h

O desembargador Francisco Gerardo de Souza, da 1ª Câmara Criminal, negou o habeas corpus em caráter liminar, pediu mais informações sobre o caso e encaminhou o pedido para análise e parecer da Procuradoria de Justiça.

Depois do parecer da Procuradoria, o pedido vai para avaliação e julgamento dos demais desembargadores da 1ª Câmara Criminal.

Ryan dirigia um C3 que disputou racha com outros dois veículos. Um Polo conduzido por Marcus Vinícius Henrique de Abreu, de 22 anos, e um terceiro, de cor vermelha. No momento do acidente, participavam da disputa apenas o C3 e o Polo.

O Polo bateu em um poste e rachou ao meio. Marcus morreu horas depois no hospital e a passageira, que era namorada dele, Letícia Souza dos Santos, quebrou o braço esquerdo, fez cirurgia e ficou quatro dias internada.

Ryan foi indiciado pelos crimes de racha, homicídio doloso e lesão corporal dolosa. Ele já teve pedido de liberdade provisória negado. Laudo pericial indicou que os veículos trafegavam a 120 km/h.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions