A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

25/09/2012 10:57

No Dia do Trânsito, Campo Grande registra 86 mortes desde início do ano

Mariana Lopes
Depois do acidente, família do pastor pede mais respeito dos motoristas de ônibus (Foto: Minamar Júnior)Depois do acidente, família do pastor pede mais respeito dos motoristas de ônibus (Foto: Minamar Júnior)

De janeiro até hoje, Dia do Trânsito, Campo Grande registra 86 mortes provocadas em acidentes de trânsito. Deste total, 53 eram motociclistas.

Veja Mais
Morre pastor atropelado por ônibus no bairro Caiobá em Campo Grande
Família de idoso que foi atropelado por ônibus pede respeito de motoristas

Segundo a chefe de educação de trânsito da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Ivanise Rotta, a velocidade é um dos principais geradores de acidentes e foi o principal foco da Semana Nacional do Trânsito, que termina hoje.

Com o tema “Década Mundial de Ações para a Segurança do Transito - 2011/2020: Não exceda a velocidade, preserve a vida”, desde o dia 18 de setembro, diversas ações educativas foram realidades na Capital para conscientizar os motoristas sobre o comportamento prudente nas ruas.

Na manhã de hoje, foram feitas blitz em três pontos da cidade, mas foram cancelada por causa da chuva. Na noite de hoje, para encerrar as ações da Semana Nacional do Trânsito, o GGIT (Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito) realiza uma Blitz Noturna Educativa, na avenida Afonso Pena com a rua Rio Grande do Sul, a partir das 20h.

Na blitz, serão repassadas aos motoristas orientações do projeto Vida no Trânsito, que visa, no período de 10 anos, reduzir 50% das mortes no trânsito. O alvo das ações foram os motoristas de 18 a 25 anos, apontados como principais vítimas de acidentes de trânsito.

Vítima - Na noite de ontem, morreu o pastor Valdomiro Rodrigues Brandão, que estava internado no hospital desde o dia 17 de setembro, quando foi atingido por um ônibus, no cruzamento das ruas Leão Dardo e Otaviano Inácio de Souza, no Caiobá 2. O pastor estava de moto e seguia na preferencial.




Esta foto de Miramar Junior não presisa nem de comentário.
Condolências a familia.
 
francisco machado em 26/09/2012 10:04:12
Diversos são os fatores que nos levam a esse índice. Um deles certamente é a impunidade. Há tempos os filhos da "elite" com seus carros potentes que fazem racha na Afonso Pena, são pegos e são "liberados". Diversas vezes por terem pais politicamente influentes na cidade que os isenta de suas infrações. Se tivéssemos justiça de verdade nesse estado talvez esse índice seria diferente.
 
Leize Demétrio da Silva em 26/09/2012 08:36:11
Como teremos educação no trânsito se não temos educação básica? Alguém dos críticos que adoram comentar notícias de trânsito por um acaso já se perguntou se seus filhos na escola estão aprendendo os conceitos básicos que no futuro, quando se tornarem motoristas poderão salvar suas vidas e de outras pessoas?
 
Humberto P. Camargo em 26/09/2012 06:10:48
O trânsito tem que ser levado mais a serio, todos devemos assumir a responsabilidade, não é só o poder público que tem obrigação de priorizar vias seguras, mas os usuários do trânsito precisam de mais educação.
 
Juarez Goncalves em 25/09/2012 11:57:05
Concordo em tudo com o Sergio Arruda, eu moro no Rio e é assim mesmo, mil vezes mais fácil dirigir do que em Campo Grande e isto se reflete nos índices de acidentes, seja com morte ou sem, é sempre mais que o dobro do Rio ou São Paulo. Esta cidade está um inferno em termos de segurança no trânsito.
 
MAURO MENEZES em 25/09/2012 11:16:49
O problema do trânsito em Campo Grande está nos motoristas. O povo de CGde não sabe dirigir. Moro em S. Paulo e digo que é mais seguro dirigir em SP do que em CGde. Os candidatos a prefeito deveriam apresentar uma proposta de fazer um convênio com a Prefeitura de SP para os campograndenses fazerem um estágio em Sampa para aprender um pouco a dirigir. Ô povinho subdesenvolvido e barbeiro!!!!
 
Sergio Arruda em 25/09/2012 08:39:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions