A notícia da terra a um clique de você.
News Veículos
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

26/06/2014 16:55

Velas de ignição

Fonte: Cesvi Brasil
Foto divulgação.Foto divulgação.

Se o seu veículo está com o motor falhando em acelerações, com perda de potência, excesso de consumo de combustível ou dificuldade de dar a partida, isso tudo pode ser indicativo de que as velas estão com problemas.

Veja Mais
Telemetria – das pistas para o seu carro
Ford apresenta o Mustang Black Shadow E Blue Edition para A Europa

A vela de ignição é o componente responsável pela geração da centelha no interior da câmara de combustão do motor. É por meio dessa centelha que a mistura entre ar e combustível é inflamada nos motores movidos a gasolina, álcool ou flex.

Geralmente, as velas de ignição possuem um, dois, três ou quatro eletrodos-massa de acordo com o modelo de vela, e seu eletrodo central pode ter um tratamento com variados tipos de metais, como níquel-ítrio, irídio, entre outros. Seu formato pode variar de acordo com o modelo de vela e seu tipo de utilização.

A peça é muito importante para o funcionamento do motor, e é por isso que está entre as primeiras a serem verificadas quando se está à procura de defeitos de ignição no veículo. Problemas em outros sistemas, como motor, sistema de injeção e até mesmo do próprio combustível, podem afetar o desempenho das velas.

VERIFICAÇÃO: COMPRIMENTO DE ROSCA

Um ponto a ser verificado é o comprimento da rosca da vela nova que vai ser instalada – precisa ser o mesmo especificado pelo fabricante do veículo, pois velas com comprimentos de rosca inferiores podem causar queima inadequada do combustível e gerar sedimentação de resíduos na área de rosca exposta do cabeçote.

Por outro lado, uma vela com um comprimento de rosca superior ao especificado pode alterar o fluxo de “turbilhonamento” na entrada da mistura ar-combustível, gerar sedimentação de resíduos e, em alguns casos, até se chocar com a cabeça do pistão.

Outro ponto a ser verificado é o assentamento da vela. Ele é muito importante para que haja vedação total e para evitar problemas na geração de centelha. Uma vela mal assentada pode ter perda de compressão no cilindro devido à falta de vedação. Esse assentamento pode ser cônico ou por arruela.

SUBSTITUIÇÃO

A substituição das velas de ignição está prevista no plano de manutenção de cada veículo e é especificada pelo fabricante. Mas, havendo a necessidade de substituição por alguma falha, o prazo pode ser abreviado.

Quando precisar substituir as velas de ignição, preste atenção ao grau térmico que é indicado no número central da vela. O uso de especificações diferentes pode provocar, dentre outras falhas, a carbonização das velas, o seu superaquecimento ou o desprendimento do eletrodo-massa.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.