A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

22/08/2014 17:46

De base do Exercito à referência estratégica para defesa aérea do País

Michel Faustino
De base do Exercito à referência estratégica para defesa aérea do País
Base Aérea de Campo Grande comemora 70 anos (foto: divulgação/FAB)Base Aérea de Campo Grande comemora 70 anos (foto: divulgação/FAB)
Aviões em voo de treinamento (foto: Marcelo Calazans)Aviões em voo de treinamento (foto: Marcelo Calazans)
Terreno da Base era fazenda Serradinho (Foto: divulgação/FAB)Terreno da Base era fazenda Serradinho (Foto: divulgação/FAB)

A história da Base Aérea de Campo Grande, que esta semana completou 70 anos sendo referência estratégica para a defesa aérea do País, remete há antes mesmo da instituição da Força Aérea Brasileira.

Veja Mais
Campo Grande tem ipê, mas outras flores também embelezam a cidade
Fechado e inquieto, campo-grandense ganha em religião novos amigos

Em meados de 1933, hoje o então cemitério Santo Amaro, saída para Aquidauana, abrigou a primeira pista de avião da cidade, que tinha aproximadamente 900 metros e era mantida pelo o Exercito. Na época, o efetivo era de apenas três homens: um sargento e três soldados.

Passados os anos, e com a chegada da 2ª Guerra Mundial, houve a necessidade de ampliar o espaço para abrigar as aeronaves que vinham de todo o canto do País. Em 21 de agosto de 1944, a então base do Exercito deu lugar para o primeiro destacamento da Aeronáutica com a construção do atual prédio do comando, localizado na saída para Aquidauana.

Todo o resgate desta história é feito pelo atual comandante da Base Aérea de Campo Grande tenente-coronel-aviador Potiguara Vieira Campos, que lembra que no inicio, a Base era muito afastada do centro da cidade, que terminava na rua 14 de julho. “Naquela época, aonde é situada a Base era uma fazenda chamada Serradinho,e ficava muito longe”, disse.

O comandante lembra que a propriedade era do engenheiro Edson Taveira, que anos depois foi homenageado com a criação do bairro Taveiropólis, em referencia ao seu nome.

De tantas histórias, o comandante destaca que hoje a Base Aérea de Campo Grande que conta com um efetivo 1,5 mil pessoas entre homens e mulheres pode se orgulhar e dizer que tem um relacionamento de respeito e amizade com a população de Mato Grosso do Sul. Estado este que viu nascer, crescer e se desenvolver ao longo dos últimos anos, sempre atuando decisivamente na vigilância e soberania dos nossos céus.

“Campo Grande celebra seus 115 anos na terça-feira, dia 26, e a Base completa seus 70 anos cinco dias antes, é uma feliz coincidência”, destacou o militar.

Portões Abertos - E para comemorar ambas as data, o comandante lembra que foram programados dois dias de portões abertos, sábado e domingo (24), com exposições de aviões, carros, show de paraquedistas e campeonato de força (Strong Man).

As portas serão abertas das 10h às 17h. Serão expostos os aviões de caça da Força Aérea, como os F-5 e A-1 (AMX), haverá ainda a exposição de grandes aviões de carga, como o C-130 Hércules e o C-105 Amazonas. Além desses os A-29 Super Tucano da Esquadrilha da Fumaça, que nunca foram exibidos na região.

Mais de 30 militares, especialistas em missão de resgate, farão manobras de paraquedismo, também os integrantes do Esquadrão Pelicano farão simulados de resgate usando o rapel de helicópteros e macas.
O XIII Encontro de Veículos Antigos, reunindo mais de 150 carros, e o campeonato Strong Man completarão o evento na base.

Para entrar no evento é necessário levar um quilo de alimento não perecível, que será revertido totalmente para instituições assistenciais de Campo Grande. Mais de 12 toneladas de alimentos foram arrecadados no último evento.

Visitantes poderão conhecer aeronaves (Foto: Divulgação/FAB)Visitantes poderão conhecer aeronaves (Foto: Divulgação/FAB)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions