A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

13/11/2016 13:02

Carro era emprestado e ocupantes haviam saído de festa em chácara

Amanda Bogo
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros e da perícia trabalhavam no lugar para retirar os carros de dentro do rio (Foto: Marina Pacheco)Mergulhadores do Corpo de Bombeiros e da perícia trabalhavam no lugar para retirar os carros de dentro do rio (Foto: Marina Pacheco)

As três pessoas que morreram após o carro em que estavam cair dentro do rio Anhanduí na madrugada deste domingo (13), em frente ao Ginásio Guanandizão, em Campo Grande, voltavam de uma festa em uma chácara, informou o tio de uma das vítimas. O veículo havia sido emprestado de um amigo do motorista, o que descartou a hipótese de haver uma quarta vítima.

Veja Mais
Moradora de Corumbá é segunda vítima de acidente no rio Anhanduí
Três pessoas são encontradas mortas em carro submerso no rio Anhanduí

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o tio de Juliano Rosa Xavier, 35 anos, morador da cidade de Glória de Dourados, localizada a 265 km de Campo Grande, e que conduzia o veículo, voltava de uma festa em uma chácara com as duas mulheres, que ele disse não conhecer. O homem confirmou que o veículo Crossfox prata foi emprestado por um amigo à Juliano, o que descartou a possibilidade de que quatro vítimas, e não três, morreram no acidente.

O tio de Juliano afirmou que o motorista morava em Campo Grande. A Polícia de Trânsito e a perícia estão no local fazendo os trabalhos de fiscalização do tráfego de veículos e de verificação das causas do acidente.

Além de Juliano, foi identificada como Geiziléia de Moraes Afonso, 33 anos, natural de Corumbá, município distante 419 km de Campo Grande, a outra passageira do veículo. A terceira mulher que morreu no acidente não foi identificada até o momento.

Acidente -  O acidente ocorreu por volta das 04 horas da manhã deste domingo, porém o socorro só foi acionado às 08h20. “A provável causa da morte das três vítimas foi afogamento. Caso tivessem nos acionado às 4h, quando viram pela primeira vez, talvez poderiam ter salvo uma vida”, comentou a tenente Janaíne Penteado Santanta, do Corpo de Bombeiros.

Conforme informações dos Bombeiros, o Crossfox transitava pela Ernesto Geisel sentido centro-bairro quando perdeu o controle e foi em direção ao Rio Anhanduí. A frente do carro colidiu com o barranco, o que fez com que o veículo capotasse e caísse no córrego. 

Com a queda, o carro ficou praticamente submerso. Após desvirarem o Cross Fox prata, com placa de Pedro Leopoldo, cidade de Minas Gerais, outras duas pessoas foram encontradas. Garrafas de bebida alcoólica foram achadas pelos bombeiros dentro do veículo.

Uma das vítimas não estava com documentação, o que não tornou possível sua identificação. O documento do veículo estava no nome de uma quarta pessoa, Jarbas Luiz Pereira, o que havia levantado a hipótese de mais um corpo estar no rio. A família do motorista entrou em contato e informou que Jarbas não estava no acidente, e havia emprestado o carro a Juliano. 

Perícia encontrou garrafas de cerveja dentro do Crossfox (Foto: Amanda Bogo)Perícia encontrou garrafas de cerveja dentro do Crossfox (Foto: Amanda Bogo)
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros retirando as vítimas de dentro do veículo (Foto: Marina Pacheco)Mergulhadores do Corpo de Bombeiros retirando as vítimas de dentro do veículo (Foto: Marina Pacheco)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions