A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

02/11/2016 16:03

Cemitérios têm tarde tranquila, após intenso movimento pela manhã

Leandro Abreu e Yarima Mecchi
Diferente da manhã, movimento nos cemitérios da Capital foi tranquilo durante a tarde. (Foto: Marina Pacheco)Diferente da manhã, movimento nos cemitérios da Capital foi tranquilo durante a tarde. (Foto: Marina Pacheco)

Após uma manhã bastante movimentada, inclusive com congestionamento no acesso a alguns locais, os cemitérios de Campo Grande tiveram o fluxo reduzido de visitantes durante a tarde deste Dia de Finados. Pela manhã, o trânsito ficou complicado na entrada dos cemitérios públicos e particulares da Capital, além de muitos ambulantes aproveitarem para lucrar.

Veja Mais
Acesso a cemitério particular tem chuva e congestionamento
Com expectativa de 100 mil visitantes, cemitérios da Capital lotam

No cemitério do Cruzeiro, na região norte de Campo Grande, a chuva e o barro a partir do fim da manhã atrapalharam um pouco as vendas da recreadora Maria Aparecida, 36 anos, que chegou no domingo (30) para guardar lugar e vender flores de plástico.

Pela manhã, cemitérios estavam lotados durante o Dia de Finados. (Foto: Marcos Ermínio)Pela manhã, cemitérios estavam lotados durante o Dia de Finados. (Foto: Marcos Ermínio)
Já durante a tarde, movimento não foi mais tão intenso. (Foto: Marina Pacheco)Já durante a tarde, movimento não foi mais tão intenso. (Foto: Marina Pacheco)

“Todo ano venho, mas ainda não contabilizei o lucro. Por conta da chuva está bem parado e tive que mudar minha barraca de lugar por conta do barro. Os clientes não estavam conseguindo chegar na minha barraca”, comentou ressaltando que se não conseguir vender toda mercadoria, vai guardar para o ano que vem.

Gelson Oliveira foi visitar o túmulo do genro e também achou o movimento tranquilo durante a tarde desta quarta-feira. “Venho a cada 15 dias visitar e limpar o túmulo do meu genro. Tem gente que esquece e só visita uma vez no ano”, disse.

No cemitério Santo Antônio, região central, o movimento também estava tranquilo nesta tarde. Para Isaura Borges, 63 anos, que foi visitar o túmulo do pai, a chuva afastou um pouco as pessoas.

“Desde que meu pai faleceu, há dois anos, venho pelo menos uma vez por mês. Eu achei que ia chover, mas vim do mesmo jeito. Acho que isso afastou muita gente”, afirmou.

A expectativa para esse ano é de 100 mil visitantes nos cemitérios públicos da Capital, conforme a prefeitura. Durante a manhã, filas de carros se formaram e muitas barracas vendendo flores e velas faturaram na porta dos cemitérios.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions