A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 01 de Setembro de 2014

01/09/2011 20:24

Identificado segundo morto em acidente na BR-163

Vinícius Squinelo

Carlos Cassiano estava no banco traseiro do veículo Fiat Uno

Veículo ficou completamente danificado após acidente (Foto: Simão Nogueira)Veículo ficou completamente danificado após acidente (Foto: Simão Nogueira)

Carlos Alberto Bech Cassiano, 21 anos, foi uma das duas pessoas que morreram em um acidente na tarde desta quinta-feira na BR-163, saída para São Paulo, perto do distrito de Anhanduí, em Campo Grande. A informação foi confirmada pelo delegado João Reis Belo.

Carlos estava no banco de trás do veículo Fiat Uno, conduzido pelo policial militar Edicarlos Pereira da Costa, 31 anos, que também morreu. Eles estavam acompanhados de Rogério Paraguai Alves, 28 anos, em um Fiat Uno, de placas de Ivinhema, que foi colhido de frente pela carreta de placas de Canoas, Rio Grande do Sul, dirigida por Gilberto Ottmar Rauber, 50 anos.

De acordo com o delegado João Reis Belo, informações repassadas a ele pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) indicam que a carreta invadiu a pista contrária ao fazer uma ultrapassagem e bateu no carro de passeio.

O Fiat Uno seguia em direção ao sul do Estado e em sua frente outras duas carretas. Estas duas deram passagem para a outra, de Canoas, que trafegava no sentido contrário e fazia ultrapassagem. Com isso, bateu de frente com o Fiat Uno.

Edicarlos e Carlos morreram no local. Um dos corpos foi arremessado do veículo e o cadáver do outro atravessou o pára-brisa traseiro, ficando somente os pés dentro do carro.

O motorista da carreta envolvida no acidente estava bastante abalado e disse que é caminhoneiro há 30 anos e nunca tinha se envolvido em acidente. Ele contou que seguia para Campo Grande e que o veículo estava com carga, mas não soube dizer do que. Ele confessou à PRF (Polícia Rodoviária Federal) que havia ingerido bebido alcoólica, fez exame de alcoolemia, o qual apontou menos do que o proibido (0,10 miligramas).

O carro de passeio ficou completamente destruído. A carreta teve danos leves e o motorista saiu ileso. No asfalto, na pista do Uno, ficaram marcas de freadas da carreta.

Rogério foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para a Santa Casa. Enquanto era socorrido declarou que ele e os amigos voltavam de São Luís, Maranhão, e seguiam para Ivinhema, onde moram.

Trânsito - O veículo de carga ficou atravessado na via. Por conta disso, a rodovia chegou a ficar completamente interditada. Depois, o trânsito foi liberado em meia pista, em alternância de sentidos, mesmo assim houve congestionamento.

O caminhoneiro Valdeniro Thesche, 56 anos, conta que há 34 anos está na profissão e que sempre que vê um acidente fica revoltados. Em relação a este, conforme ele, a revolta é maior “porque dá para ver pelas marcas no asfalto que quem provocou o acidente foi a carreta”.

Veja Também
Durante assalto, grupo algema vítimas e apedreja cabeça de jovem
Um assalto ocorrido no fim da noite de ontem (31), no bairro Paulo Coelho Machado, por pouco não terminou em tragédia. Um homem de 54 anos e um rapaz...
“Dono do bairro” atira para o alto e é preso ao tentar vender arma para PM
Um homem de 40 anos foi preso em flagrante na noite de ontem (31) depois de atirar para o alto e oferecer um revólver calibre .38 para um policial mi...
Veja Também
Durante assalto, grupo algema vítimas e apedreja cabeça de jovem
Um assalto ocorrido no fim da noite de ontem (31), no bairro Paulo Coelho Machado, por pouco não terminou em tragédia. Um homem de 54 anos e um rapaz...
“Dono do bairro” atira para o alto e é preso ao tentar vender arma para PM
Um homem de 40 anos foi preso em flagrante na noite de ontem (31) depois de atirar para o alto e oferecer um revólver calibre .38 para um policial mi...


Poizé tudo isso custou a vida dele' vamos semtir tua falta te amamos Carlos Bech
 
Alinne Dendena em 14/09/2011 08:21:19
david, e voce acha que isso da o direito desses motoristas andar por ai fazendo isso(assassinando as outras pessoa, isso nao justifica o que carreteiro fez...irresponsavel é pouco pra isso é um assassino mesmo, voce fala pq não são seus parentes...
Mas, ainda que ele dirigisse 48 horas seguidas não justificaria...
o que falta não é correção da policia não, não é a policia que vai mudar a atitude das pessoas...
 
dener ricardo em 02/09/2011 08:37:34
Antes de todos criticarem os motorista de caminhoes primeiro a policia deveria controlar a carga oraria que as transportadoras exigem dos mot, muitas veses a gente ten que trabalhar 2 dias direto sem dormir pra cumprir os orarios e somos mal remunerados do mesmo geito ,si a policia tivese un controle de tenpo que cada motorista trabalha nao aconteceria nenhun acidente att>>>>>>
 
david valerio roncoleta em 02/09/2011 07:08:11
Percebemos diariamente como os motoristas de carretas e caminhões pensam que são donos das rodovias e não respeitam os veículos menores. Deveria haver leis mais rígidas e devidamente aplicada a esses infratores.
 
Antonio Silva em 01/09/2011 09:17:43
imagem transparente

Desenvolvido por Idalus Internet Solutions