A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

18/11/2016 13:59

Polícia escava "cemitério" de quadrilha pela 3ª vez e acha mais duas ossadas

Luana Rodrigues e Amanda Bogo
Policiais fazendo buscas por ossadas. (Foto: Amanda Bogo)Policiais fazendo buscas por ossadas. (Foto: Amanda Bogo)
Ossada de uma das vítimas foi encontrada ontem (17), durante escavações, no Jardim Veraneio (Foto: divulgação/Polícia Civil)Ossada de uma das vítimas foi encontrada ontem (17), durante escavações, no Jardim Veraneio (Foto: divulgação/Polícia Civil)

Durante uma nova escavação na manhã desta sexta-feira (18), em Campo Grande, a Polícia Civil encontrou  mais duas ossadas humanas. Os corpos estavam enterrados numa área de mata do Jardim Veraneio. Policiais estão no local e acompanham a retirada dos cadáveres. Com a recente descoberta, já são três mortos achados pela polícia em menos de 24 horas, mas nenhum deles foi identificado.

Veja Mais
Chefe de quadrilha que 'sumiu' com dez pessoas escondia pá, enxada e facão
Chefe de quadrilha enterrava vítimas de cabeça para baixo, dizem comparsas

Os ossos seriam de vítimas de um esquema envolvendo tráfico de drogas e exploração sexual de viciados em drogas, desmontado ela polícia na semana passada. Na manhã desta quinta-feira (17), a polícia já havia encontrado uma ossada que aparentemente é de um homem de 35 anos. No total, dez pessoas vítimas do esquema, entre jovens e adolescentes, estavam desaparecidas, segundo as investigações.

Conforme informações apuradas pelo Campo Grande News, as ossadas encontradas hoje são de dois homens. Foi Luiz Alves Martins Filho, “o Nando”, 49 anos, apontado como chefe do esquema, quem indicou à polícia o local das covas.

A delegada titular Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), Aline Gonçalves Sinnott Lopes, responsável pela operação, está no local, mas não quis falar com a imprensa.

Uma máquina retroescavadeira busca os corpos embaixo da terra. Três viaturas da Polícia Civil com cerca de oito policiais também acompanham as escavações. 

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, na manhã de hoje (18) também foram cumpridos quatro mandados de prisão e um de busca e apreensão em uma residência. O nome dos presos e o endereço da residência não foram divulgados.

Esquema - Na quinta passada, a polícia já havia feito buscas por cadáveres de possíveis vítimas na região. Inclusive fez escavações, mas não encontrou nenhum corpo.

Durante a operação na quinta-feira (10), dez pessoas foram presas, oito delas suspeitas de envolvimento nos desaparecimentos. Os presos são Luiz Alves Martins, o 'Nando', 49 anos, Diego Vieira Martins, Rudy Pereira da Silva, Jeová Ferreira Lima, Jeová Ferreira Lima Filho, Ariane de Souza Gonçalves, Vagner Vieira Garcia, Andreia Conceição Pereira.

Também foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão. Foi aprendida droga, uma arma de fogo e 70 galos de rinha.

Crimes - Conforme a polícia, as investigações começaram em setembro deste ano, após a morte de Leandro Aparecido Nunes Ferreira, o 'Leleco'. O rapaz foi morto por um jovem que o acusava de sumir com o seu irmão, adolescente que não teve a idade divulgada. Esse garoto em questão foi encontrado morto dias depois.

Por causa desta situação, a polícia descobriu que, além do menino, mais nove pessoas, todas moradoras da região do Danúbio Azul, estavam desaparecidas. O primeiro caso havia ocorrido em 2012. Até hoje as vítimas de desaparecimento não foram localizadas e ninguém sabe o paradeiro delas.

Ponta-cabeça -  Segundo depoimento dos presos à polícia, era "Nando" quem matava as vítimas e as enterrava de cabeça para baixo.

Na casa dele a polícia encontrou um revólver calibre 38 com seis munições e ferramentas como pá, enxada e facão. No dia em que foi preso em casa, na Rua Euphrazina Vilela Cabral, Luiz relatou que guardava as ferramentas em casa, porque trabalhava como jardineiro.

Quanto à arma, justificou que havia comprado um dia antes de um desconhecido para se proteger, pois estava recebendo ameaças de desafetos que moram no bairro.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions