A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

20/10/2016 16:56

Ventos de até 30 km/h derrubam árvores, mas trazem pouca chuva

Bombeiros registraram ao menos três quedas de árvore e nenhum alagamento

Anahi Zurutuza e Amanda Bogo
Árvore caída na rua Alagoas (Foto: Direto das Ruas)Árvore caída na rua Alagoas (Foto: Direto das Ruas)
Chuva na avenida Gury Marques (Foto: Alcides Neto)Chuva na avenida Gury Marques (Foto: Alcides Neto)

Em pouco mais de 40 minutos, o Corpo de Bombeiros foi chamado para atender a três quedas de árvores em Campo Grande. Conforme informações do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança), desde as 16h, a ventania, que anunciou a chegada de temporal com direito a raios e trovoadas, está causando estragos, mas nenhum alagamento foi registrado por enquanto.

Veja Mais
Ventania anuncia chegada de temporal e causa estragos pela Capital
Neblina e tempo nublado diminuem sensação de calor na fronteira

Na travessa entre o Mercadão Municipal e o prédio do antigo Colégio Oswaldo Cruz, um representante comercial teve prejuízo com a queda de uma árvore sobre a caminhonete Chevrolet Silverado dele. Ele estava atendendo a um cliente dentro do mercado, quando foi avisado sobre o ocorrido.

No local, ainda não estava chovendo quando a árvore caiu. “Ainda nem sei de quanto vai ser meu prejuízo. Agora, é esperar os bombeiros virem para cortarem e tirarem essa árvore daqui”, disse Valdir Holsback Costa, 40.

A chuva passou pelo sul da cidade e chegou ao Centro por volta das 16h30.

O Corpo de Bombeiros também registrou uma queda de árvore na rua Alagoas, entre a Eduardo Santos Pereira e a Espírito Santos, no bairro Jardim dos Estados – região central da Capital. No bairro Dom Antônio Barbosa – no sul da cidade –, uma árvore caiu sobre o muro de uma casa.

A meteorologia da Base Aérea de Campo Grande registrou rajadas de vento de até 30 km/h entre 16h e 16h40. Por lá – região oeste da cidade – a chuva foi passageira, mas fraca, atingindo volume de no máximo 3 milímetros.

Na região da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), choveu forte, também por volta das 16h, mas as ruas próximas ao campus e ao supermercado Atacadão não chegaram a alagar.

Em frente ao Mercadão Municipal, árvore foi arrancada pela raiz (Foto: Amanda Bogo)Em frente ao Mercadão Municipal, árvore foi arrancada pela raiz (Foto: Amanda Bogo)
Outro ângulo da mesma árvore caída próximo o mercado (Foto: Direto das Ruas)Outro ângulo da mesma árvore caída próximo o mercado (Foto: Direto das Ruas)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions