A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

05/07/2015 12:14

Adolescentes desaparecidos durante confronto são encontrados debilitados

Viviane Oliveira
A disputa fundiária voltou a se acirrar no Estado. (Foto: divulgação Cimi)A disputa fundiária voltou a se acirrar no Estado. (Foto: divulgação Cimi)

Foram localizados os dois adolescentes de 12 e 14 anos que desapareceram no dia 24 de junho durante confronto entre índios e fazendeiros na fazenda Madama, em Coronel Sapucaia, distante 400 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Força Nacional vai ficar 30 dias em MS para atuar em conflito agrário
Após uma semana, índios conseguem registrar denúncia de desaparecimento

De acordo com o Cimi (Conselho Indigenista Missionário) os garotos Guarani Kaiowá foram encontrados debilitados nesta quinta-feira (2) por indígenas da aldeia Taquapery. Eles estavam a 20 quilômetros da fazenda Madama.

A Operação Guarani, da Funai (Fundação Nacional do Índio), prestou assistência aos indígenas, que deverão permanecer mais alguns dias na aldeia Taquapery se recuperando dos dias de caminhada, fome e sede.

No dia 22 de junho, cerca de 50 guarani kaiowá entraram na fazenda Madama. Na quarta-feira (24), produtores rurais entraram no local com caminhonetes e expulsaram os índios de lá. Os dois adolescentes desapareceram durante o tumulto.

Tensão - A Força Nacional de Segurança vai atuar por 30 dias em Mato Grosso do Sul devido ao conflito agrário entre índios e fazendeiros na região de Mato Grosso do Sul. A ação é para assegurar a manutenção da ordem pública na região do Conesul.

A disputa fundiária voltou a se acirrar no Estado. No último dia 22 de junho, índios guarani-kaiowá do acampamento KurusuAmbá voltaram a ocupar a fazenda Madama, localizada entre os municípios de Coronel Sapucaia e Amambai, na fronteira com o Paraguai.

No dia 24, as fazendas Três Poderes e Água Branca, localizadas na região conhecida como “Tagi”, próximo à MS-386, entre Amambai e Ponta Porã, foram ocupadas por índios do acampamento Guaivyry.




O que crianças e adolescentes fazem em INVASÕES? Por que são retirados de sala de aula para acompanhar seus pais, irmãos, e professores em INVASÕES? Quem deveria ser responsabilizado por este absurdo?
 
monica em 03/08/2015 15:48:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions