A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

11/09/2015 16:16

Após acordo com lideranças, PM inicia dia 14 policiamento na reserva indígena

Helio de Freitas, de Dourados
Policiais federais durante Operação Tekoha na reserva de Dourados; PM vai atuar nas aldeias a partir da semana que vem (Foto: Divulgação)Policiais federais durante Operação Tekoha na reserva de Dourados; PM vai atuar nas aldeias a partir da semana que vem (Foto: Divulgação)

A Polícia Militar começa segunda-feira (14) a fazer rondas nas aldeias Jaguapiru e Bororó, em Dourados, a 233 km de Campo Grande. O policiamento na reserva mais populosa de Mato Grosso do Sul, onde moram pelo menos 15 mil índios, foi definido em reunião nesta sexta-feira (11) entre lideranças das aldeias e o comandante da PM em Dourados, tenente-coronel Carlos Silva.

Veja Mais
Por mais segurança em aldeias, índios protestam em rotatória na MS-156
Polícia Federal faz operação contra tráfico de drogas em reserva indígena

O início do policiamento nas aldeias foi definido dois dias após o protesto de índios terena e guarani-kaiowá, que na quarta-feira chegaram a bloquear a MS-156, que liga Dourados a Itaporã, e prometeram interditar a rodovia “por tempo indeterminado” se nenhuma medida fosse tomada até a próxima semana. A rodovia corta a reserva indígena.

Segundo os índios, as aldeias ficaram sem nenhuma segurança depois que os homens da Força Nacional foram removidos para o município de Antonio João, onde há conflitos por terra com fazendeiros.

Carlos Silva informou que o policiamento será feito da mesma forma como é executado nos bairros da cidade. “Primeiro vamos fazer o trabalho ostensivo, para reprimir o tráfico de drogas e outros crimes, e depois a Polícia Militar vai manter o trabalho preventivo”.

Segundo ele, o trabalho na reserva segue determinação da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso do Sul. Em julho, o secretário adjunto, Helton Fonseca Bernardes, participou de reunião com os índios em Dourados e anunciou que medidas seriam tomadas para garantir mais segurança aos moradores das aldeias.

Localizada a 5 km do Centro de Dourados, a reserva indígena apresenta altos índices de violência, principalmente assassinatos, estupros e tráfico de drogas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions