A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

10/03/2015 10:39

Após motim de detentos do PCC, choque faz pente-fino em presídio

Policiais militares da capital e agentes penitenciários vasculham celas do maior presídio do interior de Mato Grosso do Sul

Helio de Freitas, de Dourados
Tropa de choque da capital ajuda no pente-fino que acontece hoje no presídio de Dourados (Foto: Eliel Oliveira)Tropa de choque da capital ajuda no pente-fino que acontece hoje no presídio de Dourados (Foto: Eliel Oliveira)

Policiais militares da tropa de choque de Campo Grande e agentes penitenciários fazem na manhã desta terça-feira um pente-fino no presídio de segurança máxima de Dourados, a 233 km da capital. O Campo Grande News apurou que os internos estão retirados e as celas vasculhadas. Os agentes procuram armas e drogas. No início da noite de sexta-feira, presos ligados à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) se amotinaram no raio II e queimaram vários colchões.

O pelotão de choque saiu por volta de 4h30 da madrugada da capital. A vistoria começou justamente pelo raio II, onde ficam os presos considerados mais perigosos e os integrantes de facções criminosas. Pelo menos 900 dos 2.200 internos da penitenciária ficam nesse pavilhão. Um policial da tropa de choque informou ao Campo Grande News que os internos estão sendo escoltados para fora das celas passivamente e até agora não houve incidentes.

Por enquanto não há detalhes sobre materiais aprendidos nas celas, já que a vistoria é feita pelos agentes penitenciários e os policiais apenas fazem a segurança. A direção do presídio informou que apenas a assessoria de comunicação da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) poderá divulgar detalhes da operação.

Presos ligados ao PCC queimam colchões e clima é tenso em presídio
Depois da tentativa de rebelião registrada no mês passado, um tumulto no fim da tarde desta sexta-feira (6) provoca clima de tensão na PED (Penitenci...
Corpo de jovem é encontrado com mãos e pés amarrados em matagal
O corpo do jovem Joni Espíndola Batista, 18, foi encontrado no meio de um matagal em estrada vicinal, com os pés e as mãos amarradas com uma corda. O...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions