A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

15/08/2014 09:17

Assassino de avó e neta é indiciado por dois crimes, com pena de até 40 anos

Luciana Brazil
Eder foi preso em flagrante e já foi levado para o presídio. (Foto: Ta Na Mídia)Eder foi preso em flagrante e já foi levado para o presídio. (Foto: Ta Na Mídia)

O inquérito policial sobre assassinato de Maria Dolores Vaz Seguro, 58 anos, e da neta Carolina Crispin Seguro, 4 anos, mortas a facadas em Naviraí, a 366 quilômetros de Campo Grande, na noite de quarta-feira (13), já está “praticamente concluído”, como informou na manhã de hoje (15) o delegado titular Edson Luis Ruiz Ubeda da 1° DP (Delegacia de Polícia). A investigação só aguarda agora os laudos necropsiais que devem ficar prontos nos próximos dias. O réu confesso Eder Pexier, 20 anos, preso em flagrante, está no presídio de Naviraí.

Veja Mais
Mortas a facadas, avó e neta serão enterradas hoje no mesmo túmulo
Jovem mata avó e criança com 36 facadas por causa de dívida de drogas

Ele foi indiciado por duplo homicídio qualificado, com pena de 12 a 30 anos, e por tentativa de homicídio contra o filho da vítima, a pena neste caso varia entre 1 ou 2/3 do crime de homicídio, ou seja, até 10 anos. Isso significa uma possibilidade de penas, somadas, de até 40 anos.

A avó foi morta com 17 facadas e a menina com 19 golpes, como informou ontem site tá Na Mídia. Eder disse que o crime foi motivado por uma dívida com drogas de R$ 800, 00. O filho de Maria Dolores e pai da menina Carolina, Denis Aparecido Vaz Seguro, 27 anos, negou ao delegado qualquer envolvimento com drogas. Os dois trabalhavam juntos em uma obra em Ivinhema, a 282 quilômetros de Campo Grande, como afirmou o delegado Edson Luis. “Conforme foi levantado, os dois ainda trabalhavam na obra”.

A família de Eder também se revoltou com o crime, que chocou a cidade. “Além da forma brutal e violenta, o crime envolve criança e isso causa uma comoção muito grande. Até a família dele (autor) estava revoltada e prometeu ajudar  na busca pelo rapaz. Mas nós conseguimos localizá-lo”.

Segundo o delegado, até mesmo os policiais envolvidos no caso ficaram comovidos e se empenharam na captura do criminoso.

Crime- Na noite de quarta-feira (13), Eder foi até à casa das vítimas para, segundo ele, cobrar uma dívida de R$ 800,00. Ele disse à polícia que comprou droga para Denis, mas ele não pagou a dívida. Ao chegar na residência estavam apenas avó e neta que foram mortas brutalmente.

Eder foi preso horas depois do crime. Segundo a polícia, ele estava escondido nos fundos de uma residência na rua Severino Gomes da Silva, no bairro Jardim Progresso. Questionado pelo fato de ter matado a criança, ele disse à polícia que “o cão atenta”, referindo-se ao diabo.

No dia do crime, Denis chegou em casa por volta das 18 horas e foi surpreendido pelo criminoso que saia da residência sujo de sangue. Denis disse que Eder tentou agredi-lo e os dois começaram uma luta corporal. Eder fugiu e Denis entrou na residência onde encontrou sua mãe e sua filha ensaguentadas. Denis ainda tentou salvar a menina, mas ela não resistiu aos ferimentos.

Logo que soube da prisão de Eder, Denis e alguns familiares tentaram invadir a delegacia e foram detidos por policiais. Eder foi autuado em flagrante pelo crime de duplo homicídio qualificado. Ele será encaminhado para o presídio local, onde ficará a disposição da Justiça.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions