A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

30/08/2015 09:12

Caravana da Saúde atende moradores de 7 cidades e marca 700 cirurgias

Caroline Maldonado
Caravana programou mais de 200 cirurgias de média complexidade (Foto: Divulgação/Governo do Estado)Caravana programou mais de 200 cirurgias de média complexidade (Foto: Divulgação/Governo do Estado)

Mais de 200 moradores foram atendidos pela Caravana da Saúde ontem (29), em Nova Andradina, a 300 quilômetros de Campo Grande. Na Câmara Municipal, moradores dos municípios de Angélica, Anaurilândia, Batayporã, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul e Taquarussu fizeram a avaliação após cirurgia nos olhos. Aqueles que foram liberados pelo médico farão cirurgia no segundo olho. 

Veja Mais
Caravana da Saúde promete 2 mil cirurgias oftalmológicas até dia 30
Caravana da Saúde acaba com espera de até dois anos e meio por cirurgia

Estão programadas mais de 700 cirurgias de média complexidade, no Hospital Regional de Nova Andradina, na área de cirurgia geral e ginecologia. Os procedimentos são realizados desde o dia 17, pela Caravana.

Hoje (30), a Caravana realiza o Dia D de mobilização no estádio Luiz Soares Andrade, com a participação das instituições parceiras como Hemosul, Procon (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor), Tribunal de Justiça, Sesi (Serviço Social da Indústria), Ministério Público, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e outros. Haverá exames e consultas de diversas especialidades, como cardiologia, pediatria, ortopedia, neurologia, entre outras.

Entre os beneficiados com a ação, a costureira Norata de Almeida Ferreira, 69 anos, contou a dificuldade para conseguir uma cirurgia oftalmológica pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Contente com a cirurgia do segundo olho, Norata disse que já não conseguia ler e muito menos costurar. Ela fez a primeira cirurgia em São Paulo, mas não pode operar o outro olho por conta dos custos. 

“Durante todo esse tempo fiz os exames mas não tive a cirurgia marcada. A Caravana praticamente foi um anjo da guarda para mim, pois o agente de saúde entrou em contato comigo e fez o cadastro no programa. Foi tudo muito rápido e consegui fazer a cirurgia do segundo olho. É uma benção para a população que precisa de um atendimento deste tipo e não tem condições de pagá-lo. Estão todos de parabéns”, comentou.

A servidora Kelly dos Santos Omito, 32 anos, aguardava desde o início do ano a definição de datas para cirurgia na vesícula. A espera prejudicou sua rotina no trabalho e nos estudos. “No ano passado a minha vida foi praticamente fazendo exames para a cirurgia, mas não se chegava a nenhuma data. Enquanto isso eu tinha fortes crises de dor, não conseguia trabalhar e nem estudar. Cheguei a tentar o atendimento por Dourados e Campo Grande, mas não foi possível. Quando a Caravana me chamou foi um alívio”, disse Kelly.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions