A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

20/07/2015 16:11

Chuva faz dois municípios decretar emergência e deixa 11 em alerta

Mariana Rodrigues
A ponte sobre o Rio Iguatemi foi levada com as chuvas. (Foto: Divulgação)A ponte sobre o Rio Iguatemi foi levada com as chuvas. (Foto: Divulgação)
Em Paranhos, além da chuva de granizo, pontes e e estradas vicinais foram atingidas pela chuva. (Foto: Divulgação)Em Paranhos, além da chuva de granizo, pontes e e estradas vicinais foram atingidas pela chuva. (Foto: Divulgação)

As chuvas atípicas que caíram nas últimas semanas deixaram estragos em várias cidades de Mato Grosso do Sul. Com isso, Naviraí e Paranhos decretaram situação de emergência e outros 11 estam em alerta, segundo informou a Defesa Civil do Estado.

Veja Mais
Chuvas constantes e grande erosão derrubam ponte sobre Córrego Matadouro
Prefeitos solicitam ajuda ao governo para recuperar estragos causados pela chuva

Segundo o prefeito de Naviraí - distante 366 km de Campo Grande, Léo Matos (sem partido), devido as chuvas intensas que caíram na região, são estimados R$ 500 mil para recuperar os estragos na cidade. "Nós já entregamos o relatório para o representante da Agesul, onde consta os pontos mais críticos que foram afetados pelas chuvas", conta.

Na semana passada os prefeitos que integram a região do Cone Sul se reuniram com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que se comprometeu a dar suporte às cidades atingidas pela chuva e a atender de imediato as urgências da região. Em Naviraí, além de dos estragos na área urbana do município, a forte chuva acumulada com ventos de até 80 quilômetros por hora, provocou estragos em plantação de milho. Foram mais de 2 mil hectares destruídos.

"Vamos aguardar até a próxima quinta-feira, prazo que o governador nos deu para começar as obras, já que ele vai assinar os contratos com as empresas que venceram a licitação para manutenção das rodovias estaduais. Vamos aguardar a ajuda com maquinário, cascalhamento, para recuperar o município".

Ainda conforme Léo Matos, entre os bairros mais afetados estão Jardim Paraíso I, II e III, Vila Alta, Vila Nova, Sol Nascente, Jardim Eldorado e Jardim Beija Flor, mas os estragos foram contabilizados também na área rural, com pontes quebradas e problemas em tubulações e estradas.

"As chuvas que já ocorreram neste ano no município são o dobro do registrado no ano passado, só neste período de 2015 já registramos 600 mm de chuvas", comenta o prefeito.

No município de Paranhos - distante 469 km da Capital, que também decretou situação de emergência, pontes e estradas vicinais foram destruídas pelas chuvas que caíram nos últimos dias. Com o mau tempo, as obras de manutenção das estradas ficaram prejudicadas.

A ponte de madeira sobre o rio Iguatemi foi levada pela chuva, por lá passavam diversos produtores rurais, ônibus escolares, indígenas e moradores dos assentamentos.

Outros municípios - Segundo a Defesa Civil, outras cidades devem decretar situação de emergência nos próximos dias, são elas: Amambai, Sete Quedas, Aral Moreira, Iguatemi, Coronel Sapucaia, Eldorado, Itaquiraí, Japorã, Juti, Mundo Novo e Tacuru.

Reunião - Hoje (20), os prefeitos desses municípios se reuniram em Iguatemi para fazer um planejamento e levantar os pontos mais críticos de estradas municipais e estaduais atingidas pelas chuvas.

A preocupação desses prefeitos é com o escoamento do milho safrinha e cana-de-açúcar, que já começa a ser prejudicado, porém o transporte escolar está entre as maiores preocupações das prefeituras, já que as aulas começam no próximo dia 1º.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions