A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

02/12/2011 09:31

Comissão da Câmara Federal discute situação dos índios em Dourados hoje

Marta Ferreira

Os deputados também vão visitar o acampamento que foi atacado no dia 18 em Aral Moreira

Acampamento em Aral Moreira vai receber a visita de deputados federais nesta tarde. (Foto: João Garrigó)Acampamento em Aral Moreira vai receber a visita de deputados federais nesta tarde. (Foto: João Garrigó)

Deputados federais que integram a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara vem hoje para Mato Grosso do Sul. O motivo são as denúncias de violência contra os índios na região.

Pela manhã, em Dourados, os deputados Domingos Dutra (PT-MA), Erika Kokay (PT-DF) e Padre Ton (PT-RO) se reunirão, com lideranças indígenas, no campus da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

À tarde, o grupo segue para a Procuradoria da República de Dourados, onde vai se encontrar com autoridades de órgãos como o Ministério Público Federal e a Polícia Federal

No sábado, os parlamentares visitarão os acampamentos indígenas Kurusu Amba, em Coronel Sapucaia, e Tekoha Guaiviry, em Aral Moreira, atacado no dia 18. Desde então, um dos líderes espirituais dos índios, Nisio Gomes, está desaparecido. Três suspeitos foram presos por suspeita de envolvemimento no episódio.

A nação Guarani-Kaiowá é o mais numeroso povo indígena no Estado, com 45 índios. Segundo relatório sobre a violência contra os povos indígenas produzido pelo Cimi (Conselho Indigenista Missionário), 250 indígenas foram mortos em Mato Grosso do Sul nos últimos oito anos.

Ontem, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) divulgou nota em que repudia o ataque ao acampamento Guaiviry e defende a demarcação das terras indígenas como forma de pôr fim à violência contra os índios e à impunidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions