A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

26/05/2015 16:10

Consórcio ganha mais cinco meses para concluir duplicação da Guaicurus

Em março, Reinaldo Azambuja deu prazo de 60 dias para empresas concluírem obra em Dourados, mas serviço avançou pouco e contrato foi prorrogado até outubro deste ano

Helio de Freitas, de Dourados
Consórcio que faz a duplicação da Avenida Guaicurus tem prazo até outubro para concluir obra, iniciada em 2013 (Foto: Eliel Oliveira)Consórcio que faz a duplicação da Avenida Guaicurus tem prazo até outubro para concluir obra, iniciada em 2013 (Foto: Eliel Oliveira)

O contrato entre o governo do Estado e o consórcio que venceu a licitação para a duplicação da Avenida Guaicurus, em Dourados, não será mais cancelado se a obra não fosse concluída até junho. Mesmo com o ultimato feito em março pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) – para que a obra tivesse mais qualidade e fosse concluída em 60 dias – a duplicação continua a passos lentos, mas agora as duas empresas que formam o consórcio ([Guizard Junior e J Gabriel) têm até outubro deste ano para terminar o serviço.

Veja Mais
Reinaldo critica empresas que fazem duplicação e pode suspender contratos
Após ameaça de paralisação, duplicação da Avenida Guaicurus será concluída

Iniciada pelo governo do Estado em setembro de 2013, com previsão de investimento de R$ 30 milhões, a duplicação deveria ser concluída em dezembro do ano passado, mas houve constantes atrasos, muitos atribuídos aos longos períodos de chuva.

Palco de dezenas de acidentes com morte ao longo dos anos, a Guaicurus serve de acesso ao quartel do Exército, a empresas e propriedades rurais e ao distrito de Itahum. A duplicação foi a solução encontrada pelo governo para garantir mais segurança às pessoas que utilizam a via, mas a obra há quase seis meses.

Em março, ao participar de uma solenidade militar na 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, Reinaldo Azambuja disse que o consórcio vencedor da licitação tinha sido notificado para melhorar a qualidade da obra e para concluir o serviço dentro de 60 dias. Entretanto, quem passa pela rodovia hoje percebe que a obra está longe de ser concluída. Ainda faltam trechos a serem duplicados, faltam rotatórias, pontos de ônibus e iluminação.

Naquele dia, o governador criticou a forma como a obra foi iniciada. “As empresas abriram a obra toda. Nunca se faz uma obra de engenharia como foi feita essa daqui. Mexeram na obra inteira e não concluiu nada. Isso é um erro. Teria que fazer por etapas. Embora não tenha ficado recurso em caixa, nosso governo priorizou a conclusão da duplicação dentro do pacote de obras inacabadas que vamos concluir em 2015”.

Mais prazo – Nesta terça-feira, a assessoria de comunicação do governo informou ao Campo Grande News que o contrato foi prorrogado até 19 de outubro deste ano, a pedido do consórcio, devido à variação de valores do asfalto. “O governo entendeu que seria viável atender o pedido”, afirma a assessoria.

Ainda de acordo com a assessoria, a duplicação, acostamento e sinalização da Guaicurus está, segundo a Secretaria de Infraestrutura, “dentro da normalidade e vai ser concluída dentro desta prorrogação”.

O presidente da Comissão Pró-Guaicurus, Franz Mendes, disse que na semana passada um assessor do secretário estadual de Infraestrutura, Ednei Marcelo Miglioli, veio a Dourados para uma visita técnica à obra.

Em ritmo lento – “Ele anotou alguns pontos que precisam de reparos na parte de drenagem e sinalização. Quanto ao andamento, disse que está evoluindo principalmente no trecho de uma das empresas. Entretanto, o outro trecho, mais próximo da área urbana, não está no mesmo ritmo”, afirmou Franz Mendes.

A duplicação está sendo feita em trecho de 12 km, com a instalação de cinco rotatórias de acesso e cinco retornos, ciclovia, 24 pontos de ônibus e dez redutores de velocidade para travessia de pedestres. A avenida também recebe iluminação do perímetro urbano até a Cidade Universitária.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions