A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

20/06/2015 08:26

Depois de 11 dias internado, morre 2ª vítima baleada em jogo de baralho

Viviane Oliveira
Luiz Rodrigo (camiseta azul), morreu no mesmo dia e o outro, Alexsandro faleceu ontem na Santa Casa. (Foto: Reprodução Facebook) Luiz Rodrigo (camiseta azul), morreu no mesmo dia e o outro, Alexsandro faleceu ontem na Santa Casa. (Foto: Reprodução Facebook)

Morreu na tarde de ontem (19), na Santa Casa de Campo Grande, Alexsandro da Mota Ribeiro, 31 anos. Ele estava internado na unidade de saúde desde o dia 8 de junho, quando foi baleado na cabeça, em Corumbá, distante 419 quilômetros da Capital.

Veja Mais
Baleado em briga por dívida de R$ 20 em jogo, homem morre no hospital
Dois homens são baleados na cabeça durante briga em bar

Alexsandro é a segunda vítima que morreu baleada durante um jogo de baralho na madrugada do dia 8. O rapaz estava junto com o amigo, Luiz Rodrigo de Souza Carvalho, 30 anos, quando depois de uma briga os dois foram atingidos a tiros na cabeça. O crime ocorreu na rua Edu Rocha, no bairro Nova Corumbá. 

Luiz foi socorrido, mas morreu no mesmo dia no hospital da cidade, Alexandro, também baleado na cabeça, foi transferido para a Santa Casa, onde morreu. Um amigo das vítimas contou ao jornal Diário Corumbaense que um dos homens que jogava baralho no bar se irritou ao perder no jogo e ficar devendo R$ 20.

Quando perdeu novamente, o acusado começou a briga, sacou a arma e deu dois tiros, conforme Gladstone Ortiz, 27 anos, que estava no local. Conforme Gladstone, o amigo Luiz Rodrigo era uma pessoa tranquila que não se envolvia em confusão.

Investigação - Ao Diário Corumbaense, o delegado de Polícia Civil, Sam Ricardo Suzumura, informou que o suspeito do crime, João Pedro Suarez Arguelho, 20 anos, se apresentou, foi ouvido e liberado, pois havia passado o período de flagrante.

O segundo envolvido, Luiz Gustavo da Silva, 23 anos, é considerado como testemunha. Em depoimento, ele afirmou que quem fez os disparos foi o João Pedro. O autor, que agora com a morte do Alexsandro, deverá responder por homicídio duplamente qualificado, se apresentou à polícia junto com o advogado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions