A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

19/11/2013 08:21

Ex-prefeito de Corumbá presta hoje primeiro depoimento à Polícia Federal

Zana Zaidan

O ex-prefeito de Corumbá – a 419 quilômetros de Campo Grande - Ruiter Cunha de Oliveira (PT), presta hoje (19) às 10 horas o primeiro depoimento à Polícia Federal. Ruiter é investigado por uma fraude que pode ter causado prejuízos de R$ 5 milhões ao cofres públicos da cidade.

Veja Mais
Polícia investiga rede de servidores que fraudava folha de pagamento em Corumbá
Preso pela PF em Corumbá foi demitido da prefeitura no ano passado

O delegado da PF responsável pelo inquérito, Alexandre Nascimento, afirma que o objetivo do depoimento é entender até onde vai o envolvimento de Ruiter no desvio dos recursos. “Mesmo que ele alegue que não teve envolvimento e não foi beneficiado, o esquema aconteceu a durante a gestão dele e ele deveria ter tomado conhecimento e denunciado os responsáveis”, alega o delegado.

A operação da Polícia Federal, chamada “Operação Cornucópia”, foi deflagrada no último dia 13 e, há mais de um ano, apura fraude nos empréstimos consignados feitos por servidores municipais junto à Caixa Econômica Federal e ao Banco do Brasil.

Funcionários da prefeitura elevavam a margem consignável para a contratação de empréstimos por esses servidores e, após liberados os recursos pelos bancos, os valores eram sacados integralmente e tinham de ser repassados aos organizadores do esquema. As apurações iniciais dão conta que os empréstimos consignados eram todos pagos com verba pública não devida aos funcionários, e que teriam o envolvimento de cerca de 100 pessoas. A fraude ocorreu entre 2007 e 2012.

O principal suspeito de coordenar o esquema é Wilson Roberto Fernandes, que teve a prisão temporária decretada pelo período de cinco dias. Ele foi gerente de Recursos Humanos da Prefeitura, na administração de Ruiter Cunha de Oliveira.

 

Preso pela PF em Corumbá foi demitido da prefeitura no ano passado
A Operação Cornucópia da Polícia Federal, deflagrada ontem (13), resultou na prisão de Wilson Roberto Fernandes, ex-gerente de Recursos Humanos da pr...
Tribunal nega pedido para suspender investigação contra ex-prefeito
O Órgão Especial do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou, ontem, pedido para suspender a investigação contra o ex-prefeito de Corum...



Interessante que aonde tem o PT, tem escândalo de corrupção, parece ser uma marca registrada desse partido.
 
antonio carlos sisti em 19/11/2013 09:32:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions