A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

07/02/2013 15:01

Famasul diz que índios já invadiram 14 fazendas na região de Sidrolândia

Nícholas Vasconcelos
Fazenda 3 R é uma das 14 propriedades invadias na região de Sidrolândia  e Dois Irmãos do Buriti. (Foto: Arquivo / Campo Grande News)Fazenda 3 R é uma das 14 propriedades invadias na região de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti. (Foto: Arquivo / Campo Grande News)

A fazenda Querência São José é a 14ª propriedade rural invadida pelos índios Terena na região de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti, segundo a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul). A entidade enviou hoje um ofício para a PF (Polícia Federal) solicitando manutenção da ordem na região

Veja Mais
Polícia Federal envia agentes para fazenda invadida por índios Terena
Grupo de 60 índios Terena invade fazenda em Dois Irmãos do Buriti

A Querência São José foi ocupada na terça-feira (5) por um grupo de 60 índios, o que levou a proprietária, Maria Lourdes Lopes Bacha, 81 anos, registrar um boletim de ocorrência. Nas duas invasões anteriores a produtora rural conseguiu ganho de causa na Justiça.

Os indígenas pretendem ampliar a aldeia Buriti de 2 mil hectares para 17 mil hectares, enquanto o STF (Supremo Tribunal Federal) veda a ampliação das reservas já demarcadas.

De acordo com a família, a fazenda foi comprada no século 19 e herdada pelos atuais donos na década de 1960. Eles dizem que a situação é tensa e que 500 cabeças de gado já foram abatidas pelos índios nos últimos 16 anos.

Na manhã de hoje, a PF enviou agentes para área invadida para acompanhar funcionários da Funai (Fundação Nacional do Índio).

“A presença da Polícia trouxe um pouco mais de tranquilidade, porque agora temos a garantia de ir e vir”, explicou Paulo Bacha, filho da proprietária.

Os indígenas estavam acampados na fazenda 3R, que também é da família Bacha, e passou para a fazenda vizinha.

A 3R pertence ao ex-deputado estadual e ex-secretário de Fazenda Ricardo Bacha, que acompanha a movimentação no local.

Em 2011, cerca de mil índios armados com arcos e flechas invadiram a fazenda 3R e acamparam na divisa com a fazenda Buriti. Os Terena reivindicam 17 mil hectares na regiãoRelatórios declaram a terra como indígena, mas a posse ainda não foi dada aos índios.

Segundo dados do Sistema Famasul atualmente, são 53 propriedades invadidas no Estado.

 




Você não sabe oque diz você nunca conviveu em uma aldeia pra saber a verdadeira realidade.fica ai falando coisas que você não sabe você que pode ser processado.Então pense oque vai dizer sobre nós INDÍGENAS .
 
Jeferson alcantara em 18/03/2013 08:10:49
Há de saber que os terena também lutaram ao lado das tropas do Coronel Camisão, na guerra do Paraguai pra assegurar todo sul de nosso estado, onde estavam os tais "donos" fazendeiros em 1864? Construiram com Rondon toda linha telegráfica do então intransponivel pantanal.
 
Carlos Lamarca em 08/02/2013 15:58:31
Só queremos o que e nosso antropólogos já confirmaram que a terra e dos nossos ancestrais isso e o nosso direito..
 
Roriane Rodrigues em 08/02/2013 15:25:58
Quem manipula e coordena as invasões tem como lema que "o conflito é o motor da história". .Com o conflito se impede que índios e proprietários se unam para obrigar a União e este governo cumprir com suas responsabilidades com índios e não índios. Sabe-se quem lucra, quem financia, quem transporta, quais os objetivos mas quem pode resolver não o faz, pois querem o conflito. Só mesmo nesta nação que quinta categoria, pois alguém imagina isso acontecer no Canadá, US, países onde o Estado respeita os cidadãos sem descriminação? Nesses países uma invasão de propriedade legítima é chamada de "ocupação" pelas autoridades, porque o invasor é índio?
 
Valfrido M. Chaves em 08/02/2013 10:15:18
TEM QUE MANDAR PRENDER OS MEMBROS DAS ONGS ESTRAGEIRAS E OS POLÍTICOS QUE QUEREM EXPROPRIAR O MATO GROSSO DO SUL. ISSO E CASO PARA AS FORÇAS ARMADAS. A VERDADE ESTÁ SOTERRADA. ISSO NÃO É DEMOCRACIA!
 
Cristiano Arruda em 07/02/2013 22:51:08
Indios terenas não querem AMPLIAR a area onde vivem ,querem apenas de volta o que outrora o homem branco lhes roubou e cujas terras ja eram de seus ancestrais. Há muito tempo estão aguardando a solução do impasse e até agora as autoridades nada resolveram.Por outro lado comentarios feitos a base da emoçao não vale a pena rebater.Só bobagem como essa do alexandre. Vamos ver se dessa vez os invasores brancos saem das terras dos indios e deixem tudo pra tras como forma de indenizar os verdadeiros donos da terra.O ÍNDIO!
 
samuel gomes campo grande em 07/02/2013 22:17:09
Estes índios devem ser acompanhados para uma avaliação da atual situação dos mesmos, pois sempre vemos eles pedindo terras eo governo dá e eles não produzem nada nas mesmas nem para seu próprio sustento, ai novamente vão protestar por cesta-básica eo governo dá e eles a trocam por cachaça e deixam seus filhos morrerem desnutridos. Eles podem ser presos por uso de má fé para com o poder público e por maus tratos e homicídios de seus filhos.
 
Alexandre de Souza em 07/02/2013 17:09:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions