A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

23/01/2014 11:24

Índios Guarani-Kaiowá invadem mais uma fazenda em Japorã

Viviane Oliveira

Um grupo de índios Guarani-Kaiowá ocupou na última segunda-feira (20), mais uma propriedade rural em Japorã, 487 quilômetros de Campo Grande. Dessa vez foi a estância Varago, no assentamento Indianópolis.

Veja Mais
Justiça manda índios retornarem a 10% de fazenda invadida em Japorã
Mais rico, Chapadão tem renda de R$ 40,1 mil, enquanto Japorã R$ 6,4 mil

A estância é a segunda propriedade rural de Ivagner José Varago, 40 anos, que os indígenas ocupam em menos de 6 meses. “Em outubro de 2013 eles invadiram a Fazenda São José e, agora entraram na estância”, diz.

Os indígenas da etnia Guarani-Kaiowá reivindicam há 10 anos a demarcação da área de 9,460 mil hectares, que fica próximo ao Rio Iguatemi, em Japorã. A Aldeia Porto Lindo, que fica ao lado da região das fazendas, possui cerca de cinco mil indígenas.

“Desde 2003 vivemos nesta situação, no entanto, já foi comprovado que a terra pertence aos índios. O jeito vai ser aguardar a indenização do Governo Federal pelas terras”, lamenta o proprietário rural. Pelo menos 15 propriedades estão ocupadas por índios no município.

Justiça manda índios retornarem a 10% de fazenda invadida em Japorã
O TRF 3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) determinou que os índios fiquem em 10% da fazenda São Joge, uma das 14 áreas invadidas desde outubro...
Mais rico, Chapadão tem renda de R$ 40,1 mil, enquanto Japorã R$ 6,4 mil
Com cerca de 20 mil habitantes, Chapadão do Sul é o município mais rico de Mato Grosso do Sul, considerando a renda per capita da população, divulgad...
Após anúncio de "morte coletiva", TRF suspende reintegração em Japorã
O presidente do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª região, desembargador Newton De Lucca, suspendeu, no início da tarde desta terça-feira (17), a ...
Cinco pessoas são atingidas por raio em colheita de cana e uma morre
Um trabalhador rural identificado como Abmael Fernandes dos Santos, de 30 anos, morreu na tarde desta quarta-feira (7) ao ser atingido por um raio en...



A população indigena está crescendo, mais cedo ou mais terão que reagir em busca de espaço pra sobreviver como povos originários. O que o governo PT fez foi retirar (acabar) com presença do estado dentro de todas aldeias (Chefes de Postos), daí sim as Ongs tomaram conta. Não há uma politica do PT para os índios, há sim polícia, Sempre estão apagando o incêndio e não resolvem, taí a questão dos terena que vai se arrastar e não vai resolver. Toda nossa sociedade perde, gerando o caos social e economico pra nossa região Não é só em nosso estado, em todo país está assim. Não é nem mais a Funai que resolve, é pessoalmente o Ministro da Justiça que chega com a força nacional e nunca resolve.
 
Carlos Lamarca em 23/01/2014 13:24:43
Como sempre, terão cobertura do Cimi, MPF e instituições religiosas maiores. No Globo news num debate às 22;00 hs o representante do Cimi mais uma vez passa a desinformação das mortes de índios, quase todas assassinatos entre eles ou acidentes em estradas, como devido a conflito por terra. Tais desinformações visam dar cobertura a tais invasões, perante a opinião pública. Uma vergonha para quem ainda tem fé na Igreja.
 
Valfrido M. Chaves em 23/01/2014 11:57:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions