A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

04/02/2013 22:15

Morte de jornalista Paulo Rocaro será lembrada com manifestação

Nyelder Rodrigues
Rocaro era jornalista e escritor, e foi morto em fevereiro de 2012 na avenida Brasil por pistoleiros (Foto: Divulgação)Rocaro era jornalista e escritor, e foi morto em fevereiro de 2012 na avenida Brasil por pistoleiros (Foto: Divulgação)

A morte do jornalista Paulo Rocaro vai ser lembrada no próximo dia 13 em manifestação contra a impunidade do crime, que completará um ano na data do ato.

Veja Mais
Morte de Tulu não tem relação com caso Rocaro, diz Polícia
“Morte de Rocaro não ficará impune”, diz Jacini seis meses após crime

Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, nome real de Rocaro, foi morto no dia 13 de fevereiro de 2012, aos 51 anos, na avenida Brasil, em Ponta Porã.

Ele era jornalista do Jornal da Praça, que teve o seu dono, Luiz Henrique Rodrigues Georges, 44 anos, morto posteriormente também por pistoleiros.

Colegas de profissão, integrantes de clubes de serviço, OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul), além de outras associações e entidades da fronteira vão participar da manifestação que acontecerá na quarta-feira de cinzas.

A concentração vai começar em frente ao Clube de Imprensa de Ponta Porã, às 8h. De lá, eles vão para a 1ª Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde foi aberto o inquérito que apura o caso. Até o momento, nada de concreto foi concluído sobre o assassinato de Rocaro.

Já da delegacia em diante, será feita uma carreata que percorrerá as avenidas Baltazar Saldanha e Brasil, indo até o local do homicídio, próximo ao Hotel Frontier. O objetivo é que ali seja construído um totem, em alusão à vida e trabalho de Rocaro.




E VAI CONTINUAR PELO MENOS POR MAIS UM ANO SEM ESCLARECIMENTO. ENQUANTO NÃO SE INVESTIR EM SEGURANÇA PUBLICA CONTINUARA A MORRER GENTE AOS MONTE E NÃO VAI DAR EM NADA. É SÓ DA UMA OLHADA NAS DELEGACIAS DA POLICIA CIVIL DE PONTA PORÃ. VIATURAS SEM PNEUS, FALTA DE EFETIVO, NÃO HÁ UM INVESTIGADOR NAS RUAS. TOTAL ABANDONO
NÃO ADIANTA A IMPRENSSA FAZER PRESSÃO EM CIMA DE 2 INVESTIGADORES
PRIMEIRAMENTE DEVERIA FAZER PRESSÃO EM CIMA DO GOVERNO PARA DAR MEIOS E CONDIÇÕES DE TRABALHO PARA OS POLICIAIS DA FRONTEIRA.
 
paulo marques da silva em 04/02/2013 22:55:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions