A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

15/10/2015 09:41

Mototaxista contratada por assaltante é localizada e busca em mata é suspensa

Helio de Freitas, de Dourados
Policiais militares que participam das buscas a dois assaltantes em uma mata entre Caarapó e Juti (Foto: Adilson Domingos)Policiais militares que participam das buscas a dois assaltantes em uma mata entre Caarapó e Juti (Foto: Adilson Domingos)

A força-tarefa formada por pelo menos 70 policiais retomou na manhã desta quinta-feira as buscas a dois acusados de ferir um sitiante e matar um caseiro na madrugada de ontem na região de Dourados, a 233 km de Campo Grande. Entretanto, a caçada feita numa mata fechada, a 10 km de Caarapó, localizada a 300 metros da BR-163, no trecho que liga ao município de Juti, será suspensa nesta manhã e ficará concentrada em fazendas da região.

Veja Mais
Suspeito de assassinato de caseiro é preso no PR; dois continuam foragidos
Força-tarefa cerca mata em busca de acusados pela morte de caseiro

Os assaltantes, que também balearam um policial rodoviário federal durante a fuga. Um helicóptero da PRF auxilia nas buscas. O inspetor chefe da PRF em Dourados, Ozanan Catelan, informou que neste momento apenas policiais rodoviários estão na mata, mas eles também vão deixar o local.

“Possivelmente eles saíram da mata, não estariam lá ainda, pois são mais de 24 horas sem água e alimentação, já teriam procurado um jeito de sair”, disse Catelan ao Campo Grande News. Segundo ele, como três integrantes da quadrilha já estão detidos, a prisão dos outros dois é questão de tempo.

Já o comandante da Polícia Militar em Dourados, tenente-coronel Carlos Silva, disse que as buscas estão concentradas agora em fazendas da região. As equipes são chefiadas por dois delegados, um da Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) e outro do SIG (Serviço de Investigações Gerais), da Polícia Civil.

Mototaxista encontrada – A mototaxista Simone Félix de Almeida Oliveira, 30, contratada na madrugada de ontem em Dourados para levar um dos integrantes da quadrilha ao Paraná, foi localizada nesta quinta-feira (15) em sua casa e está bem, segundo a Polícia Militar.

Ontem à noite, Carlos Silva disse que familiares e colegas de trabalho dela não tinham conseguido localizá-la. Havia temor de que ela também poderia ter sido assaltada, mas a suspeita não se confirmou.

Simone foi contratada por Evandro Medeiros dos Santos, preso ontem em Nova Esperança, cidade paranaense que fica a quase 400 km de Dourados, na região de Paranavaí.

Ele faz parte da quadrilha que tentava chegar ao Paraguai com uma S10 roubada no Paraná, mas que acabou sendo abandonada na BR-463, ontem de madrugada. Também estão presos Francisley Peixoto, 31, o “Carvão”, e Rudson Carlos Passarelli da Silva, 20, ambos moradores em Nova Esperança, que faziam o papel de batedores de estrada para a caminhonete roubada. Eles foram presos ontem, no posto Capeí, em Ponta Porã.

Latrocidas – Os dois homens que estão sendo procurados são acusados pela morte do caseiro Josias Leiva, 34, e pela tentativa de homicídio contra José Ricardo da Silva, 31, em uma casa na mesma região do latrocínio, nas margens da BR-463, entre Dourados e Ponta Porã.

Na casa de José Ricardo os bandidos não conseguiram cometer o assalto, mas do sítio onde mataram Josias eles levaram uma caminhonete F-1000 cinza, ano 90, abandonada na BR-163, próximo à mata onde estão escondidos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions