A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/10/2015 09:19

Paranaense será primeiro bispo negro a assumir diocese de Dourados em 57 anos

Henrique Aparecido de Lima foi anunciado ontem e deve assumir em janeiro como sexto bispo de Dourados; substitui Redovino Rizzardo

Helio de Freitas, de Dourados
O padre Henrique assume a diocese de Dourados em janeiro; 1º negro em 57 anos (Foto: Divulgação/ Rádio RB2)O padre Henrique assume a diocese de Dourados em janeiro; 1º negro em 57 anos (Foto: Divulgação/ Rádio RB2)

O padre paranaense Henrique Aparecido de Lima, 51, será o primeiro bispo negro a assumir a diocese de Dourados em 57 anos. Ele foi nomeado pelo papa Francisco e anunciado ontem para substituir o bispo Redovino Rizzardo, que deixará o cargo após completar 75 anos de idade, como determinam as regras do Vaticano.

Veja Mais
Nomeado bispo hoje, padre Henrique tem desafio de pacificação
Deputada responde a bispo e diz que CPI do Cimi não vai acabar em pizza

Padre Henrique deve assumir o posto em janeiro de 2016 e se tornará o sexto bispo da diocese de Dourados, que abrange 18 cidades da região. Até agora, o cargo tinha sido ocupado por um bispo descendente de portugueses, três de descendência alemã e o atual, Redovino, de descendência italiana. Henrique será o primeiro afrodescendente a ocupar o posto.

De acordo com o atual bispo, que já completou 76 anos de idade e mandou a carta ao Vaticano solicitando sua substituição em 2014, a ordenação e posse do padre Henrique como bispo devem ocorrer entre os dias 22 e 23 de janeiro de 2016. Até lá, Redovino continua como administrador apostólico da diocese e depois se tornará bispo emérito.

Polêmica com deputada – Recentemente , Redovino Rizzardo se envolveu numa polêmica com a deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB), que o acusou se ser conivente com uma frase dita em reunião realizada numa dependência da igreja em Dourados, de que a carne e a soja produzidas em Mato Grosso do Sul são manchadas com sangue de crianças índias.

Redovino rebateu a deputada e disse que não participou do evento e não presenciou a frase, já que foi ao local apenas para saudar das pessoas presentes e em seguida deixou a reunião. Também chamou de “falsa e caluniosa” a declaração da deputada sobre sua participação na reunião.

Depois de passar o cargo para o novo bispo, dom Redovino se tornará bispo emérito e deverá continuar por mais um tempo em Dourados, já que está em tratamento contra o câncer. Depois volta para sua cidade natal, Bento Gonçalves (RS).

Os outros padres que se tornaram bispos da diocese de Dourados desde 1958 foram José Aquino Pereira (1958 – 1961), Carlos Schmitt (1961 – 1970), Teodardo Leitz (1971 – 1990) e Alberto Först (1990 – 2001).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions