A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

17/12/2014 13:01

Polícia ainda não tem pistas do casal que desapareceu em estrada vicinal

Luciana Brazil
Casal sumiu na noite de domingo, entre as cidades de Maracaju e Dourados. (Foto: Reprodução/ Facebook)Casal sumiu na noite de domingo, entre as cidades de Maracaju e Dourados. (Foto: Reprodução/ Facebook)

Apesar das buscas incessantes, a Polícia Civil ainda não tem pistas do casal que desapareceu na noite do último domingo (14), próximo a Itaporã, a 227 quilômetros de Campo Grande. Marco Antonio Duarte Landrin, de 39 anos, e Vilma Santana Toldato, de 35 anos, desapareceram quando retornava de Dourados para Maracaju, cidade onde moram. A perícia já descartou a hipótese de pane elétrica ou acidente para o fogo que destruiu o veículo Fiat Uno do casal.

Veja Mais
Perícia encontra sangue na porta de carro e casal está desaparecido
Casal desaparece e veículo das vítimas é encontrado incendiado

O carro foi encontrado, por volta da meia noite, em uma estrada vicinal, próximo ao distrito de Montese, em Itaporã. O delegado Ricardo Bernadinelli, responsável pelo caso, disse ao Campo Grande News que o fogo começou no banco de trás, de acordo com a perícia, e foi intencional.

Familiares e amigos já foram ouvidos, mas até o momento não há indícios do paradeiro do casal. Amigos de Nova Alvorada do Sul também já prestaram depoimento. A polícia intensificou as buscas em toda região de Dourados e também no distrito de Montese, e já rastreou parte do trajeto feito pelos dois. 

Sumiço- Vilma e Marco Antônio participaram de uma confraternização na hora do almoço, na casa de parentes, em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande. Por volta das 21 horas, eles decidiram retornar para Maracaju. O sumiço das vítimas aconteceu no caminho entre as duas cidades. A polícia já sabe também que Vilma era quem dirigia o veículo, já que Marco Antônio consumiu bebida alcoólica durante a festa.

Família espalha cartazes oferecendo recompensa por informações sobre o paradeiro dos dois. (Foto: Dourados Agora)Família espalha cartazes oferecendo recompensa por informações sobre o paradeiro dos dois. (Foto: Dourados Agora)

Segundo o delegado, o casal deu um telefone para a filha, às 21h03, avisando que dentro de uma hora estaria em casa, mas eles não chegaram ao destino. O veículo em que viajavam foi encontrado incendiado, por volta de meia noite de domingo.

Imagens de câmeras de segurança em Dourados, mostram o casal deixando a cidade sem nenhuma anormalidade. “O carro deles é visto várias vezes, tudo dentro da normalidade. Na saída de Dourados, vemos o carro em velocidade normal”, disse o delegado Ricardo.

De acordo com depoimentos, o casal não tinha problemas familiares ou com terceiros, como afirmou o delegado Ricardo. Desesperada, a família está espalhando cartazes, oferecendo recompensa por qualquer informação.

A polícia confirma que foi encontrado sangue na porta dianteira do passageiro, mas ainda não foi possível identificar o DNA. O fogo e também a chuva podem ter prejudicado a coleta de vestígios no local onde estava o veículo. O delegado garante que buscas minuciosas foram feitas na região para coleta de provas que levem até o paradeiro de Vilma e Marco Antônio.

“Antes de retornar para casa, o casal iria para Paraguai, mas eles desistiram”, disse o delegado. A polícia não descarta as hipóteses de cativeiro e também que os dois já estejam mortos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions