A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

28/02/2015 15:39

Polícia prende acusado de abusar sexualmente de criança de sete anos

Mariana Rodrigues
O homem foi flagrado nu, obrigando a criança pegar no seu órgão genital. (Foto: Jornal da Nova)O homem foi flagrado nu, obrigando a criança pegar no seu órgão genital. (Foto: Jornal da Nova)

Uma ação conjunta entre as Polícias Militar e Civil, Conselho Tutelar e uma psicóloga, elucidou um crime de estupro de vulnerável em Taquarussu – distante a 332 quilômetros de Campo Grande. O suspeito Joel Dias de Oliveira de 40 anos, natural de Batayporã, teria abusado sexualmente de uma criança de sete anos.

Veja Mais
Estudante de Direito vai preso após riscar vários carros de empresa
Segurança da Caixa é acusado de furtar cheques e falsificar assinatura

Segundo informações do site Jornal da Nova, o homem acusado pelos abusos, mora a 150 metros da unidade policial militar de Taquarussu, através de um buraco no muro da residência localizada na rua Maria de Lourdes Lima Costa, o homem foi flagrado nu, obrigando a criança pegar no seu órgão genital. Após o flagrante, a guarnição em serviço localizou homem somente de cueca no quintal.

Na presença dos policiais, o suspeito se mostrou agressivo, e enquanto era questionado pelos PMs,a criança saiu do interior da residência. Indagado sobre a criança, o acusado disse que iria pescar com ele. O homem foi encaminhado à Delegacia de Polícia.

Na residência de Oliveira, os policiais encontraram aproximadamente 20 revistas pornográficas sob a cama, muitas garrafas de bebidas alcoólicas, várias facas, facões e foices, também foram encontrados três estojos de munição calibre 36 e duas latas de espoletas.

Conforme relatos da criança ao Conselho Tutelar, o acusado teria arremessado facas em sua direção, chegando a causar um ferimento em uma das mãos, a criança disse ainda que Oliveira descascou uma cana-de-açúcar, colocou veneno de rato e obrigou a criança chupar. O pedaço de cana também foi recolhido na casa do autor.

De acordo com informações do delegado titular da Delegacia de Taquarussu, Luiz Quirino, a residência do acusado que morava sozinho estava em péssimo estado de higiene. Dentro da Delegacia, o homem começou a se debater e agredir os policiais militares e os agentes, não querendo entrar na cela.

O acusado foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável, além desse crime, ele responderá por ameaça, dano qualificado (danificou a cela da Delegacia), lesão corporal dolosa, posse irregular de arma de fogo e resistência. Ele permanece preso à disposição da Justiça.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions