A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

07/12/2012 12:29

Policiamento reforçado em resposta a roubo a banco

Francisco Júnior e Mariana Lopes
Coronel disse que Polícia está trabalhando para identificar os bandidos. (Foto: Rodrigo Pazinato)Coronel disse que Polícia está trabalhando para identificar os bandidos. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Carlos Alberto David dos Santos, disse nesta manhã (7) que o policiamento na fronteira com o Paraguai foi reforçado em resposta ao assalto ocorrido na agência do Banco do Brasil de Aral Moreira na última quarta-feira. A suspeita é de que os bandidos sejam todos paraguaios.

Veja Mais
Bandidos que sequestraram policiais roubaram R$ 300 mil de banco
Bandidos explodem cofre de banco e fogem levando dinheiro em Aral Moreira

De acordo com o coronel, esse caso está ligado com a disputa de poder na fronteira, do lado paraguaio. “Eles (assaltantes) atacaram aqui para mostrar o poder lá”, disse o comandante durante homenagens a policiais que prenderam envolvidos ao ataque ao pelotão da PM nas Moreninhas.

Para David dos Santos, ação dos criminosos foi uma afronta. “Eles respeitam muito de não atacar o Brasil. Foi uma afronta muito grande. Tem gente muito nervosa por lá (Paraguai)”.

Um grupo formado por 10 homens invadiua agência na noite de quarta-feira (5) e explodiu o cofre. Eles fugiram levando cerca de R$ 300 mil. O prédio ficou danificado com a explosão.

A quadrilha seguiu logo depois para o pelotão da Polícia Militar da cidade e fez de refém o policial que estava de plantão. Ele foi obrigado a seguir com os bandidos até a fronteira com o Paraguai, onde acabou liberado.

As buscas aos criminosos mobiliza as policiais Militar, Civil, Federal e do Paraguai.




É sempre assim,depois da casa arrombada se coloca cadeado!!!
 
arivaldo paiva em 08/12/2012 09:52:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions